RELÓGIO

PARTICIPE SENDO UM SEGUIDOR DO BLOG

www.stepaway-polio.com

Google+

MAPA MUNDI

free counters

quarta-feira, 21 de março de 2018

Check-list da Acessibilidade é pauta de reunião do Comitê Gestor do Selo de Acessibilidade

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosPDF Cartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH


Check-list da Acessibilidade é pauta de reunião do Comitê Gestor do Selo de Acessibilidade


20/03/2018
A proposta do check-list da acessibilidade foi analisada durante reunião na sede da Faders - Acessibilidade e Inclusão, na tarde desta terça-feira (20). Os parâmetros para concessão dos selos de acessibilidade também fizeram parte do diálogo.

O check-list se constitui em uma lista de aspectos que um local deve preencher para que esteja apto a receber o Selo de Acessibilidade. Estes tópicos fazem parte de um levantamento de diversos pontos importantes, revisado por todos os membros do comitê. O objetivo é que durante as análises para a concessão do Selo, este documento auxilie os comitês municipais em suas avaliações.

Para a coordenadora de acessibilidade da Faders, Ana Flávia Rigueira, os maiores benefícios que o Selo de Acessibilidade levam para a sociedade são a conscientização e a sensibilização das pessoas acerca do tema acessibilidade. “Por trás da ideia do Selo existe um projeto de conscientização, que é isso que a gente quer atingir. Durante as reuniões nós temos tido muitas ideias e, a partir disso, acreditamos que com o Selo vamos não só mudar a acessibilidade arquitetônica, mas também a visão das pessoas de que aquele lugar é um lugar de todos”, disse a coordenadora.

O grupo abordou também os parâmetros para a concessão dos Selos de Acessibilidade. Foram apontados diversos critérios mínimos para que um local seja habilitado a receber o certificado. De acordo com Roque Bakof, presidente da Faders, a proposta de existir três níveis (bronze, prata e ouro) é para que os estabelecimentos que vierem a receber os Selos bronze e prata busquem o Selo ouro.

O diálogo contou com a presença de André Huyer, arquiteto do Ministério Público (MP/RS); Adilso Corlassoli, coordenador de Políticas para Pessoas com Deficiência da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (SDSTJDH); Nelson Kahlil, representante do Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência de Porto Alegre (COMDEPA); Roberta Brum, representante da Frente Parlamentar dos Direitos da Pessoa com Deficiência na Câmara de Vereadores de Porto Alegre; Fabiana Marques, representante da Federação de Entidades Empresariais do RS (FEDERASUL); Leandro Taborda, representante do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do RS (CREA-RS); Ana Paula Kohlmann, diretora presidente do Instituto Autismo e Vida; Laíno Schneider, representante da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA); Anelise Schmitz, representante do Centro Universitário Metodista – IPA; e com a equipe da Faders: Roque Bakof, presidente; Marilu Mourão, diretora técnica; e Ana Flávia Rigueira, coordenadora de acessibilidade.


Fonte: ASCOM/Faders - Acessibilidade e Inclusão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PRIMEIRA VACINA

PRIMEIRA VACINA

FOTOS

FOTOS
NEUROMUSCULAR EM SÃO PAULO

Postagens populares

HIDROTERAPIA

HIDROTERAPIA