RELÓGIO

PARTICIPE SENDO UM SEGUIDOR DO BLOG

www.stepaway-polio.com

Google+

MAPA MUNDI

free counters

domingo, 30 de março de 2014

Amazing Ethiopia Sentayehu Teshale Works by leg

QUE EXEMPLO DE VIDA . LUTAR SEMPRE, DESISTIR, JAMAIS.



quinta-feira, 27 de março de 2014

Agradecimento Voo Contra o Câncer

domingo, 16 de março de 2014

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos


Exibições unificadas com audiodescrição e legendas renovam projeto de filmes acessíveis na Sala Redenção da UFRGS, em Porto Alegre/RS

11/03/2014
Primeira sessão com a nova proposta é dia 12 de março, quarta-feira, às 19h, com entrada franca, e traz o reforço de Tagarellas e Som da Luz, parceiros convidados para este primeiro semestre

As sessões de cinema com recursos de acessibilidade na Sala Redenção da UFRGS, em Porto Alegre/RS, retornam com novidades neste primeiro semestre de 2014. Agora, integram audiodescrição e legendas de som em uma única sessão mensal para fortalecer a ideia de acesso universal à produção cinematográfica nacional e reunir o público em exibições inclusivas, sempre com entrada franca. Rebatizado de Sessões Acessíveis na Sala Redenção, o projeto é promovido pela Sala Redenção - Cinema Universitário e pelo Núcleo Interdisciplinar Pró-Acessibilidade Cultural da UFRGS. E, até junho, terá como parceiras convidadas as empresas Tagarellas Audiodescrição (http://tagasblog.wordpress.com/) e Som da Luz (http://somdaluz.net). A Mil Palavras, que participava das antigas edições do projeto, segue colaborando.

A primeira sessão está marcada para a próxima quarta-feira, dia 12 de março, às 19h, na Sala Redenção, no Campus Central da UFRGS (confira abaixo, no item Serviço, os dois acessos mais fáceis e, em seguida, as respectivas alternativas de transporte). Serão exibidos três curta-metragens nacionais, sendo que os dois primeiros títulos são inéditos no projeto: Seu Arlindo Vai à Loucura (Raoni Reis, 2012), Retrovisor (Eliane Coster, 2012) e A Última Reunião Dançante (Lisandro Santos, 2012).

O curta selecionado pela Tagarellas, Seu Arlindo Vai à Loucura, tem roteiro de audiodescrição de Andreia Paiva e Rosângela Fávaro, narração de Andreia Paiva, gravação de Diego Depane, supervisão de Livia Motta e legendas da Tagarellas. Conta a história do casal Arlindo e Benedita, que está comemorando bodas de ouro. Durante a festa, Arlindo questiona sua capacidade de acompanhar a esposa, sempre muito disposta e alegre.

O outro curta inédito com acessibilidade na Sala Redenção, Retrovisor, escolhido pelo estúdio Som da Luz, tem roteiro de audiodescrição de Claudio Spritzer, narração de Nara Sarmento, gravação do Som da Luz, interpretação de Libras de Tiago Santos e legendas produzidas pela Mais Diferenças, de São Paulo. A narrativa gira em torno de um garoto que lava vidros de carros na sinaleira para ajudar o pai, catador de lixo, quando encontra um rolinho de filme fotográfico. Ele passa a fantasiar o conteúdo das imagens ao mesmo tempo em que tenta revelar o material.

Serviço
=> Sessões Acessíveis na Sala Redenção. Exibição de filmes em curta-metragem com audiodescrição e legendas de som.
=> 12 de março, quarta-feira, às 19h.
=> Sala Redenção - Cinema Universitário, no Campus Central da UFRGS, em Porto Alegre.
Acesso 1: pela Avenida Engenheiro Luiz Englert, no portão junto à sinaleira entre a Redenção e o Campus, passando o antigo Instituto de Química.
Acesso 2: pela Avenida Paulo Gama, no portão junto à sinaleira na confluência com a avenida Oswaldo Aranha, passando o Instituto de Educação.
=> Entrada franca.
=> Programa com duração aproximada de 1h.
=> Mais informações:
Tagarellas Audiodescrição:
tagarellasproducoes@gmail.com
tagasblog.wordpress.com
(51) 3384 1851 - (51) 3414 4690 - (51) 8451 2115 - (51) 9208 1176.

Transporte
Acesso 1 (ônibus que passam pela Avenida Engenheiro Luiz Englert):
343 - Campus/Ipiranga - Bairro/Centro
353 - Ipiranga/PUC - Bairro/Centro
T7 - Nilo/Praia de Belas - Sul/Norte
176 - Serraria (Rodoviária) - Bairro/Centro
244 - Santa Teresa - Bairro/Centro
2441 - Santa Teresa/Via Mariano de Matos - Bairro/Centro
273 - Belém Novo/Hípica - Bairro/Centro
282 - Cruzeiro do Sul - Bairro/Centro
2821 - Pereira Passos - Bairro/Centro
255 - Caldre Fião - Bairro/Centro
346 - São José - Bairro/Centro
349 - São Caetano - Centro/Bairro
360 - Ipê - Bairro/Centro
376 - Herdeiros/Esmeralda - Bairro/Centro
394 - MAPA - Bairro/Centro
397 - Bonsucesso - Bairro/Centro

Acesso 2 (ônibus e lotações que passam pela Avenida Oswaldo Aranha perto da Avenida Paulo Gama):
Os ônibus que passam pela Avenida Engenheiro Luiz Englert também cruzam a Avenida Paulo Gama:
Ônibus:
353 - Ipiranga/PUC - Centro/Bairro
431 - Carlos Gomes - Centro/Bairro e Bairro/Centro
473 - Jardim Carvalho/Jardim do Salso - Centro/Bairro e Bairro/Centro
525 - Rio Branco/Anita - Centro/Bairro e Bairro/Centro
D43 - Universitária/Direta - Centro/Bairro e Bairro/Centro
T7 - Nilo/Praia de Belas - Norte/Sul e Sul/Norte
430 - Bela Vista/Anita - Centro/Bairro e Bairro/Centro
4301 - Bela Vista/Anita - Centro/Bairro
4303 - Bela Vista/Anita Via Carazinho/Ijui - Bairro/Centro
4921 - Petropolis/SESC - Centro/Bairro e Bairro/Centro
280 - Otto/HPS - Centro/Bairro e Bairro/Centro
2802 - Otto/HPS/3ª Perimetral - Centro/Bairro e Bairro/Centro
349 - São Caetano - Centro/Bairro e Bairro/Centro
429 - Protásio/Iguatemi - Centro/Bairro e Bairro/Centro
433 - Vila Jardim - Centro/Bairro e Bairro/Centro
436 - Jardim Ipê - Centro/Bairro e Bairro/Centro
438 - Santana - Centro/Bairro e Bairro/Centro
439 - São Manoel - Centro/Bairro e Bairro/Centro
441 - Antonio de Carvalho - Centro/Bairro e Bairro/Centro
470 - Bom Jesus/Madri - Centro/Bairro e Bairro/Centro
4763 - Petropolis/PUC - Centro/Bairro e Bairro/Centro
490 - Morro Santana - Centro/Bairro e Bairro/Centro
491 - Passo Dorneles/Vila Safira - Centro/Bairro e Bairro/Centro
4943 - Rubem Berta/Protásio/Circular no bairro - Centro/Bairro
495 - Manoel Elias/Protásio - Centro/Bairro e Bairro/Centro
4952 - Manoel Elias/Protásio Via Terezio Meireles - Centro/Bairro e Bairro/Centro
R41 - Rápida Protásio - Centro/Bairro e Bairro/Centro

Lotações:
Ipiranga/PUC - Oswaldo Aranha - Centro/Bairro e Bairro/Centro
Santana - Centro/Bairro e Bairro/Centro
João Abott - Centro/Bairro e Bairro/Centro
Petropolis/SESC - Centro/Bairro e Bairro/Centro
Petropolis/FAPA - Centro/Bairro e Bairro/Centro
Chácara das Pedras/Paineira - Centro/Bairro e Bairro/Centro
Chácara das Pedras/Três Figueiras - Centro/Bairro e Bairro/Centro

Maiores informações:
+55 51 3384 1851 | +55 51 3022 1117 | +55 51 3217 4837
+55 51 8451 2115 | +55 51 9208 1176 | +55 51 8118 9814

Fonte: Tagarellas Audiodescrição
Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos

Mulheres com deficiência serão tema de seminário

10/03/2014
Coletar subsídios para a elaboração de uma agenda de políticas públicas voltadas para as mulheres com deficiência no Rio Grande do Sul, nos termos do Programa Viver sem Limite e promover a participação ativa dessas mulheres no processo de debate são objetivos do Seminário das Mulheres com Deficiência que a Faders promove no dia 28 de março, em parceria com o Coletivo Feminino Plural, Rumo Norte, Tribunal de Justiça e Secretaria de Políticas para as Mulheres.

Será um dia inteiro de abordagem de temas e articulações políticas que evidenciem a importância de desmistificar conceitos sobre sexualidade, maternidade, inserção no mercado de trabalho, famílias formadas a partir de mulheres com deficiência, empoderamento e enfrentamento de barreiras. Esse exercício será parte da concepção de uma agenda permanente, que deverá ser avaliada e monitorada de forma duradoura.

Dentro da programação estão previstas mesas com depoimentos, contextualização do desafio de inclusão das mulheres com deficiência, identificações no plano social, pessoal e político, patamar atual dos marcos de direitos das pessoas com deficiência e implementação pelos poderes públicos nas diversas esferas, Programa Viver Sem Limite, balanço da gestão pública e aprofundamento dos diálogos.

O evento ocorrerá a partir das 8h30min no auditório do Palácio de Justiça (Praça Marechal Deodoro, 55 , 6º andar – Centro Histórico – Porto Alegre).

As inscrições on line podem ser feitas através do Portal de Acessibilidade do RS/Faders www.portaldeacessibilidade.rs.gov.br

Complementos na programação, convidados e palestrantes serão divulgados no portal nos próximos dias.

Programação
Mesa de abertura, com a participação da Faders, Coletivo Feminino Plural, Rumo Norte, Tribunal de Justiça, Secretaria Estadual da Justiça e dos Direitos Humanos, Secretaria de Políticas para as Mulheres, Assembleia Legislativa e Coepede.
Mesa 2 – Caminhos e Trajetórias
Mesa 3 – Marcos de direitos das pessoas com deficiência e sua implementação pelos poderes públicos
Mesa 4 – Gênero e deficiência
Mesa 5 – Elaboração da agenda do RS e da Carta do Rio Grande do Sul

Fonte: Comunicação



Aprovada na CAE isenção de pedágio para pessoa com deficiência

11/03/2014
Djalba Lima

Os veículos conduzidos pelas pessoas com deficiência poderão ficar isentos do pagamento de pedágio em rodovias. A medida é prevista em projeto de lei (PLS 452/2012) aprovado nesta terça-feira (11) pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), em decisão terminativa.

De autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), a proposta recebeu parecer favorável da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Na CAE, a senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO) apresentou relatório a favor do projeto, lido pelo senador Waldemir Moka (PMDB-MS). Emenda apresentada pela relatora remete ao Poder Executivo o regulamento dos termos de concessão do benefício.

O projeto condiciona a isenção ao princípio da preservação do equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão de rodovias. Lúcia Vânia observa que, como o projeto não menciona recursos orçamentários para a despesa decorrente, "conclui-se que o benefício seria custeado pelo aumento do valor do pedágio para os demais motoristas".

A relatora na CAE considera necessário impor limite à gratuidade, para assegurar viabilidade econômica à proposta. Segundo ela, tal limitação pode se dar em função de fatores como a renda da pessoa com deficiência, o grau de comprometimento da sua acessibilidade e os recursos médico-hospitalares de que necessita alcançar utilizando a rodovia.

Por considerar a matéria eminentemente técnica e sujeita a atualizações constantes, a relatora não acha conveniente fixar tais parâmetros em lei. Optou por emenda que remete a proposta à regulamentação do Poder Executivo.

Durante a discussão, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) manifestou dúvida quanto à eficácia do projeto, pelo fato de não indicar fonte de recursos para custear o benefício.

Fonte: Agência Senado

PRIMEIRA VACINA

PRIMEIRA VACINA

FOTOS

FOTOS
NEUROMUSCULAR EM SÃO PAULO

Postagens populares

HIDROTERAPIA

HIDROTERAPIA