RELÓGIO

PARTICIPE SENDO UM SEGUIDOR DO BLOG

www.stepaway-polio.com

Google+

MAPA MUNDI

free counters

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Plano Estadual de Direitos da Pessoa com Deficiência


Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Fórum Técnico de Construção das Diretrizes do Plano Estadual de Direitos da Pessoa com Deficiência

INSCRIÇÕES ONLINE, ACESSE AQUI!

Fórum Técnico de Construção das Diretrizes do Plano Estadual de Direitos da Pessoa com Deficiência

Dia: 
21/09/2016
Horário: 9 às 17 horas
Local: Auditório Romildo Bolzan - TCE/RS (Rua Sete de Setembro, 388 - Centro Histórico - Porto Alegre/RS)

INSCRIÇÕES ONLINE, ACESSE AQUI!



Fórum Técnico de Construção das Diretrizes do Plano Estadual de Direitos da Pessoa com Deficiência

RS será pioneiro ao se adequar à Lei Federal de Inclusão à Pessoa com Deficiência

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH



RS será pioneiro ao se adequar à Lei Federal de Inclusão à Pessoa com Deficiência


22/08/2016
Com o tema 'Conviver é acolher as diferenças' foi aberta, nesta segunda-feira (22), a 22ª Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, organizada pela Faders Acessibilidade e Inclusão - Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PcD e PcAH do Rio Grande do Sul, vinculada à Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos (SJDH). A programação, que segue até o próximo domingo (28), é voltada para que a acessibilidade e a inclusão sejam entendidas como um valor evolutivo e humano de convivência em sociedade.

Durante a cerimônia, que abriu oficialmente a semana, no Palácio Piratini, foi entregue ao governador em exercício José Paulo Cairoli o texto com 206 artigos para revisão da Lei Gaúcha de Acessibilidade e Inclusão da Pessoa com Deficiência, juntamente com a minuta para a criação da Lei da Política Estadual das Pessoas com Altas Habilidades/Superdotação, ambos elaborados pelo grupo de trabalho criado na edição passada da Semana. O projeto, agora, será entregue na Casa Civil e depois enviado à Assembleia Legislativa para que seja votado. O grupo de trabalho foi conduzido pelo coordenador de Políticas para Pessoas com Deficiência da SJDH, Adilso Corlassoli.

Cairoli agradeceu o empenho do grupo e disse que em breve o Rio Grande do Sul será pioneiro na adequação da legislação estadual vigente à Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. "Essa é uma marca social importante para o governo do Estado e a semana vai incentivar a busca pelo protagonismo e autonomia das pessoas com deficiência. Precisamos olhar o próximo como igual, respeitando as diferenças", destacou.

O presidente da Faders, Roque Bakof, ressaltou a importância da escolha do lema. "Estamos chamando a sociedade para compreender as pessoas com deficiência e chamando as pessoas com deficiência para se compreender. Essa é uma semana de conscientização não só da sociedade, mas também das pessoas com deficiência para que elas assumam o seu protagonismo", afirmou.

"O Rio Grande do Sul avançou e este é um momento importante para nós", frisou o coordenador Adilso Corlassoli, lembrando que o governo "busca construir um estado com mais acessibilidade e inclusão e fazer com que as pessoas com deficiência participem dos espaços e diversos segmentos da sociedade".

A programação, que acontece em Porto Alegre e no interior, é voltada para a inclusão e a promoção das pessoas com deficiência, com o intuito de conscientizar a sociedade quanto aos direitos das pessoas com alguma deficiência, e principalmente, incentivá-las a ter ativa participação e destaque em todos os segmentos. As ações estão direcionadas às áreas de educação, saúde, cultura, paradesporto, comunicação, trabalho e empreendedorismo.

Na cerimônia, o Hino Nacional foi interpretado em Libras (língua brasileira de sinais) pelos alunos da Escola Especial para Surdos Frei Pacífico de Porto Alegre; a recepção dos convidados ficou por conta da violinista Florença Sanfelice da Associação dos Familiares e Amigos do Down (AFAD) e o encerramento teve a participação do Coral do Centro de Reabitação de Porto Alegre (Cerepal).

A Semana Estadual da Pessoa com Deficiência conta com apoio do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RS); do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS); das secretarias do Trabalho e Desenvolvimento Social; da Saúde; do Esporte, Turismo e Lazer; da Educação; e da Cultura; da Casa de Cultura Mario Quintana; da Procuradoria-Geral do Estado (PGE); da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH); do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Coepede); do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Comdepa); da Secretaria Municipal de Acessibilidade e Inclusão Social (Smacis); da Secretaria Municipal de Saúde (SMS); Associação dos Familiares e Amigos do Down (AFAD); Autismo e Vida; Ong Conexão Solidária; Associação de Cegos do Rio Grande do Sul (Acergs); Associação de Cegos Louis Braille (Acelb); Ulbra Canoas; Interabilita; Assistiva Tecnologia e Educação;, Shopping Total e Barra Shopping Sul.

Confira a programação da 22ª Semana Estadual da Pessoa com Deficiência no site da Faders. (http://www.portaldeacessibilidade.rs.gov.br/secoes/20).


Fonte: Texto: Cassiane Osório Edição: Denise Camargo / SECOM

Deficiência Psicossocial, trabalho e empreendedorismo foram debatidos no TCE-RS


Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Deficiência Psicossocial, trabalho e empreendedorismo foram debatidos no TCE-RS


Auditório Romildo Bolzan com cerca de 200 participantes, sentados. 23/08/2016
Seminário sobre Deficiência Psicossocial e Formação Profissional de Pessoas com Deficiência foi tema do terceiro dia da XXII Semana Estadual da Pessoa com Deficiência que aconteceu durante esta terça-feira (23), no Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul.

A atividade de realização da Faders, SRTE/RS, COMDEPA e TCE RS contou com dois blocos: durante a manhã foram debatidas questões sobre aprendizagem profissional para pessoas com deficiência: legislação, oportunidades, instituições e adaptações. Na parte da tarde, os cerca de 200 presentes acompanharam a palestra sobre Deficiência Psicossocial (mental): Legislação, Impedimentos Psicossociais, Concessão de Passe Livre.

Durante as atividades, foram mencionadas as nomenclaturas que durante muitos anos foram utilizadas para se referir às pessoas com deficiência mental e após a Convenção da Onu em 2006, a nova terminologia.

Segundo o presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, a Convenção da Onu foi um marco importante para as pessoas com deficiência e deve ser seguido de exemplo, além da Lei Brasileira de Acessibilidade e Inclusão (LBI), para que as novas legislações sejam colocadas em prática.

Fonte: ASCOM/Faders Acessibilid

Acessibilidade Comunicacional nas campanhas eleitorais

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos HumanosCartilha Atitudes que fazem a diferença com Pessoas com Deficiência - Faders/SJDH

Acessibilidade Comunicacional nas campanhas eleitorais


Descrição da iamgem: Na imagem em primeiro plano, o presidente da Faders, Roque Bakof, um homem de pele clara, calvo. Veste um terno escuro, camisa lilás. Está sorrindo e segura com as mãos livretos da Cartilha Eleitoral e da LBI. Ao fundo, bandeiras do Rio Grande do Sul e do Brasil. (fim da descrição)02/09/2016
Faders e Agade promovem oficina sobre o tema em Porto Alegre

Profissionais das coordenações de comunicação das campanhas majoritárias e proporcionais de Porto Alegre participam na próxima quinta-feira (08), da oficina “Como tornar sua campanha acessível? Audiodescrição na Campanha Eleitoral!". A oficina, promovida pela Faders Acessibilidade e Inclusão e pela Agade, será ministrado pelos técnicos da Faders, o especialista em audiodescrição Jorge Amaro e o consultor em tecnologias assistivas, Emanuel Noimann. 

O presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, destaca que a atividade tem como objetivo dialogar sobre as ferramentas que a campanha eleitoral de 2016 deve garantir, que são Libras, Legenda e Audiodescrição. “A acessibilidade comunicacional permite a participação política da pessoa com deficiência, proporcionando o acesso com clareza das propostas e com isso oferecendo oportunidades de reflexão e autonomia na decisão”, esclarece Bakof.

A oficina é gratuita, inscreva-se aqui!

Oficina “Como tornar sua campanha acessível? Audiodescrição na Campanha Eleitoral!"

Dia: 08/09/2016
Horário: 9 às 12 horas
Local: Auditório da Faders (Rua Duque de Caxias, 418 - Sala 309)
Vagas Limitadas


Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

PRIMEIRA VACINA

PRIMEIRA VACINA

FOTOS

FOTOS
NEUROMUSCULAR EM SÃO PAULO

Postagens populares

HIDROTERAPIA

HIDROTERAPIA