RELÓGIO

PARTICIPE SENDO UM SEGUIDOR DO BLOG

www.stepaway-polio.com

Google+

MAPA MUNDI

free counters

quarta-feira, 28 de setembro de 2011





Longevidade e idade de aposentadoria 

Os fundos de pensão em muitas grandes empresas (por exemplo, a Boeing, Lockheed Martin, a AT & T, Lucent Technologies, etc) foram beneficiados, porque muitos que se aposentaram tarde e que continuaram trabalhando em sua velhice, dormindo tarde, após a idade de 65, morreram dois anos após a sua aposentadoria. Em outras palavras, muitos destes aposentados não viveram tempo suficiente para receber em benefícios as suas contribuições ao fundo de pensão, de tal forma que deixaram um superávit financeiro não utilizado nos fundos de pensão, para financimento de terceiros.
O Dr. Efrém (Siao Chung) Cheng coletou resultados importantes no quadro 1 a partir de um estudo atuarial da expectativa de vida versus a idade de aposentadoria. O estudo foi baseado no número de cheques de pensão enviados aos aposentados da Boeing Aerospace
 
Tabela 1 - Estudo Atuarial do tempo de vida versus a idade de aposentadoria






Idade na Aposentadoria

Idade mediana
dos óbitos

49.9

86

51.2

85.3

52.5

84.6

53.8

83.9

55.1

83.2

56.4

82.5

57.2

81.4

58.3

80

59.2

78.5

60.1

76.8

61

74.5

62.1

71.8

63.1

69.3

64.1

67.9

65.2

66.8


A Tabela 1 indica que para os reformados com a idade de 50 anos, sua expectativa de vida média é de 86, e que para os reformados com a idade de 65 anos, sua expectativa de vida média é de apenas 66,8. Uma conclusão importante deste estudo é que a cada ano se trabalha para além dos 55 anos, perde-se 2 anos de vida útil, em média.
A experiência Boeing é que os funcionários se aposentando em 65 anos de idade recebem cheques de pensão para apenas 18 meses, em média, antes da morte. Da mesma forma, a experiência Lockheed é que os funcionários que se aposentaram com 65 anos de idade recebem cheques de pensão por apenas 17 meses, em média, antes da morte.
O Dr. David T. Chai indicou que na Bell Labs a experiência é similar às da Boeing e Lockheed, baseada na observação casual do Newsletters de aposentados da Bell Lab. Um aposentado da Ford Motor disse ao Dr. Paul Lin Tien-Ho que a experiência da Ford Motor também é semelhante aos dos Boeing e Lockheed.

As estatísticas mostradas no Seminário de Pré-Aposentadoria na Telcordia (Bellcore) indicam que a idade média de aposentadoria de seus empregados começa a partir de 57 anos e que as pessoas que se aposentam na idade de 65 anos ou mais são minoria em comparação aos demais.

Os que trabalham até tarde, provavelmente, colocam muito estresse no envelhecimento do corpo e da mente, de tal forma que eles desenvolvem vários problemas de saúde graves e morrem dentro de dois anos depois que se aposentam.

Por outro lado, pessoas que tomam aposentadorias precoces na idade de 55 tendem a viver muito e bem em seus anos 80 e além. Estes aposentados anteriormente provavelmente são ou de situação fiananceira estável ou com maior capacidade de planejar e gerir outros aspectos de sua vida, saúde e carreira, de tal forma que eles podem dar ao luxo de se aposentar mais cedo e confortável.

Estes aposentados precoces não estão realmente em marcha lenta, mas continuam fazendo algum trabalho. A diferença é que eles têm o luxo de escolher os tipos de trabalho de tempo parcial e o fazem num ritmo mais prazeroso, para que não fiquem muito estressados.

Os que se aposentam muito tarde são em pequeno número e tendem a morrer rapidamente após a aposentadoria. Eles são minoria na estatística de expectativa de vida média da população de "velhos", dominada pelos que se aposentam mais cedo.

A maioria dos japoneses se aposentam com a idade de 60 anos ou menos
 e isto pode ser um dos fatores que contribuem para o longo período médio de vida do povo idoso japonês. 

4. Conclusão e Recomendações 



O melhor período criativo e inovador da vida profissional é a partir da idade de 32 e dura aproximadamente 10 anos. Planeje sua carreira para usar esse período precioso, sábia e eficazmente, para produzir suas maiores realizações na vida.

O ritmo de inovações e avanços da tecnologia está ficando cada vez mais rápido e está forçando todos a competir ferozmente com a velocidade da informação na Internet. O local de trabalho, altamente produtivo e eficiente nos EUA é uma panela de pressão e um campo de batalha de alta velocidade, ideal para a capacidade altamente criativa e dinâmica dos jovens dispostos a competir e prosperar.

No entanto, quando você envelhece, você deve planejar sua carreira e situação financeira para que você possa se aposentar confortavelmente com a idade de 55 ou mais cedo, a fim de desfrutar do seu tempo de vida saudável, com felicidade e estabilidade, com uma expectativa além dos 80 anos. Na aposentadoria, você ainda pode desfrutar de um trabalho divertido, de grande interesse para você e de grandes valores para a sociedade e para a comunidade, mas num ritmo prazeroso, num tempo parcial e em seu próprio termo e ritmo.

Por outro lado, se você não for capaz de sair da panela de pressão ou do campo de batalha da alta velocidade com a idade de 55 e "ter" que continuar a trabalhar muito duro até a idade de 65 anos ou mais, antes de sua aposentadoria, então você provavelmente vai aproveitar muito pouco sua aposentadoria. 
Trabalhando muito duro na panela de pressão por mais 10 anos além da idade de 55 anos, você desistirá de pelo menos 20 anos de sua vida útil, em média.




Gabriella Vieira
Núcleo de Comunicação Interativa
ASCOM- Gabinete do Ministro
Ministério da Saúde
Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no Twitter  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no FaceBook  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no YouTube  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no Orkut  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no Form Spring  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Web Rádio Saúde
Descrição: Descrição: portal

Portal de Acessibilidade - Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PPDs e PPAHs no RS (FADERS)Governo do Estado do Rio Grande do Sul - Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento Social

26 DE SETEMBRO: DIA NACIONAL DO SURDO


Direção da FENEIS com o presidente da FADERS, Cláudio Silva, a deputada estadual Ana Afonso e a presidente da Camara de Porto Alegre, vereadora Sofia ,  no eventa setembro azul da FENEIS. FOTO: ROGERIO SANTOS

26/09/2011
A Comunidade Surda Brasileira comemora em 26 de setembro, o Dia Nacional do Surdo, data em que são relembradas as lutas históricas por melhores condições de vida, trabalho, educação, saúde, dignidade e cidadania.

A Federação Mundial dos Surdos já celebra o Dia do Surdo internacionalmente a cada 30 de setembro. No Brasil, o dia 26 de setembro é celebrado devido ao fato desta data lembrar a inauguração da primeira escola para Surdos no país em 1857, com o nome de Instituto Nacional de Surdos Mudos do Rio de Janeiro, atual INES ‐ Instituto Nacional de Educação de Surdos. A data foi instituída legalmente pela Lei Federal nº 11.796/2008.

O Governo do Estado, através da FADERS-SJDH, assumindo seu compromisso com a comunidade surda vem somar-se às lutas deste seguimento, ao priorizar projetos e ações que fortalecem novas conquistas e direitos.

No ano de 2011, ações de significativo impacto têm colocado a comunidade surda no centro das políticas públicas. A campanha Acessibilidade: “Siga Essa Idéia, Tchê” a qual propõe a criação de uma Central de tradutores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais - CETILS para promover acessibilidade aos órgão públicos do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências conforme o Capitulo VIII do Decreto 5.626 de 22 de Dezembro de 2005, viabilizando acessibilidade aos surdos nos diferentes espaços da sociedade, oportunizando assim o exercício da sua cidadania.

Já, através do Programa de Oportunidades e Direitos, da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos (SJDH), será ampliado os e oportunidades se de trabalho para a comunidade surda no Instituto Nacional de Seguridade Social, em projeto pioneiro no país.

Durante as comemorações do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, ocorreu o ato de Assinatura do Termo de cooperação Técnica entre FADERS/SJDH com a TVE, ACERGS e FENEIS, objetivando promover e desenvolver acessibilidade comunicacional na programação diária de televisão para as pessoas surdas, cegas e de baixa visão, através de LIBRAS, legenda e áudio-descrição.


Fonte: DIREÇÃO FADERS






550 esperam doação de córneas no RS


'Blitz' ocorreu em quatro pontos de grande movimentação na Capital
Crédito: MAURO SCHAEFER26/09/2011
No Estado, existem 550 pessoas à espera de um transplante de córneas, segundo dados do Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre. Ano passado, foram 757 transplantes, um aumento de cerca de 25% em relação a 2009, quando foram contabilizadas 608 operações do tipo. No sábado, foi realizada "blitz" para conscientizar a população. A meta, segundo a enfermeira Suelem Evangelista Bianchini, é fazer com que o RS elimine a fila de espera.

A atividade envolveu quatro pontos da Capital: a esquina das avenidas Silva Só com Ipiranga, e as proximidades do Iguatemi, do BarraShoppingSul e do Praia de Belas. Três voluntárias mostravam aos motoristas cartazes, despertando para a importância da vida. Quando o sinal ficava vermelho, Suelem e a técnica em enfermagem Thaíse de Castro se aproximavam dos automóveis e entregavam os folders.

Um dos maiores empecilhos, conforme Suelem, é o preconceito das pessoas para a permissão da retirada das córneas de um parente morto. Atualmente, salientou a enfermeira, não basta a pessoa ser doadora, é preciso autorização de um familiar. Suelem alertou para outro fator: a solidariedade. Ela explicou que uma pessoa que morre consegue doar a visão para dois pacientes, que estão à espera de um doador.


Fonte: Correio do Povo


Serpro realiza treinamento nacional de software para cegos

26/09/2011
Em parceria com a UFRJ, a empresa desenvolveu um programa baseado em software livre para deficientes visuais usarem o computador. A capacitação gratuita será realizada em 11 capitais, no dia 27 de setembro.

Deficiência visual não é mais empecilho à inclusão digital. O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), empresa pública de TI do governo, realizará um treinamento para o uso do programa Liane TTS, na terça-feira (27/09/2011), em 11 cidades. A ferramenta gratuita é baseada em software livre e permite que pessoas cegas ou com visão subnormal possam usar o computador com mais facilidade e conforto.

Dirigida a instituições que atendem deficientes visuais, a apresentação do programa será feita na sede do Serpro, em Brasília, às 15h, e transmitida, por videoconferência, para as cidades de Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Qualquer interessado pode participar, basta escrever para serpro@serpro.gov.br. A ministra da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e outras autoridades já confirmaram presença no evento em Brasília. A data foi escolhida em alusão ao Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro.

No Brasil, segundo o IBGE, existem 2,46 milhões de pessoas com grande dificuldade permanente de enxergar, mesmo com lentes corretivas, e cerca de 150 mil cegos. Outros 14 milhões têm alguma dificuldade para enxergar, mesmo com óculos. De acordo com o diretor-presidente do Serpro, Marcos Mazoni, apesar dos números, até recentemente não havia uma ferramenta nacional e gratuita que pudesse ajudar esse grupo a interagir melhor com o computador.

Entenda a tecnologia
O Liane TTS, um sintetizador de voz para leitura de tela, está disponível para download no portal do Serpro e já está sendo usado em centenas de telecentros em todo o país. Desenvolvido em parceria com o Núcleo de Computação Eletrônica (NCE) da UFRJ, cujas pesquisas orientaram o Serpro na execução do projeto, o Liane TTS transforma texto em áudio, permitindo que pessoas cegas ou com baixa visão tenham acesso ao conteúdo exibido na tela.

Disponível inicialmente para Linux e Windows, o sintetizador de voz começa a funcionar assim que o usuário com necessidades especiais faz o login na máquina. Além disso, o Liane TTS pode ser customizado: basta baixar a base de fonemas de outros idiomas e inserir no programa. O manual está disponível para download e no CD de instalação.

O Serpro capacitou, em todas as suas regionais, técnicos para que possam fazer a instalação do produto nos ambientes de inclusão digital da empresa. A meta é difundir o aplicativo por meio dos telecentros, parcerias com estados e municípios, universidades, escolas públicas e outras instituições.

Outras utilidades
Embora o principal público-alvo de sistemas de texto-para-fala como o Liane TTS seja formado por pessoas com deficiência visual, esse tipo de programa é comumente usado por pessoas com dislexia e outras dificuldades de leitura, ou com deficiência severa de fala, bem como por crianças pré-alfabetizadas. Além de ser uma ferramenta de tecnologia assistiva, sintetizadores de voz podem ter ainda aplicações pedagógicas e de entretenimento.


Fonte: Comunicação Social do Serpro - Brasília, 21 de setembro de 2011




O Ambulatório de Síndrome Pós-poliomielite do Setor de Investigação de
Doenças Neuromusculares da Universidade Federal de São Paulo – Escola
Paulista de Medicina (UNIFESP/EPM), estará iniciando a primeira pesquisa
para uso de medicamento para a Síndrome Pós-poliomielite no Brasil.
O Dr. Acary Oliveira e o Dr. Abrahão Quadros convidam todos os Senhores e Senhoras pacientes desse ambulatório a participarem da reunião para
apresentação e esclarecimento sobre o assunto.
A reunião será dia 01 de outubro de 2011 às 14 horas, no Espaço Cultural da UNIFESP à Rua Borges Lagoa, 770 entre a Rua Napoleão de Barros e a Rua Otonis na Vila Clementino.
Este é um fato histórico e muito importante para todos nós.
Contamos com a presença de todos. Até lá!
 Colabore com a ABRASPP.
www.abraspp.org.br


- "NÓS AINDA ESTAMOS AQUI"
(PHI - Post-Polio Health International) 

Mensagem enviada por:
Elisabete earaki@gmail.com

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Romario11Deputado Federal Romário


Deixe a sua mensagem : meus parabens por sua conduta. caro amigo deputado gostaria de solicitar para sua senhoria pedido para que em todos os estados da federação tivessem apoio e atendimento para os portadores de SPP sindrome pos polio que de acordo com a OMS tem o cid: G14 e como muitos com estes novos sintomas tem de ir para sao paulo e ou rio de janeiro e os seus gastos ficam elevados.
www.sindromepospolio.blogspot.com
desde ja o meu muito obrigado

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

 Um fato histórico e muito importante para a saúde no Brasil, 
MAIS INFORMAÇÕES  BOLETIM ABRASPP ANEXO
  
PARTICIPE VOCE TAMBÉM.

COMISSÃO ORGANIZACIONAL
   
Abrasp - boletim 9.pdfAbrasp - boletim 9.pdf
56K   Visualizar   Baixar  


domingo, 25 de setembro de 2011

Governo do Estado do Rio Grande do Sul - Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento SocialPortal de Acessibilidade - Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PPDs e PPAHs no RS (FADERS)


Painel debate o acesso para todos


Painel teve tradução para Língua Brasileira de Sinais pela intérprete da Faders, Cristina Laguna. Foto: Jornal Ibiá.23/09/2011
Rodrigo Borba

A qualidade de vida das pessoas com deficiência esteve em debate na manhã de ontem na Câmara de Vereadores de Montenegro. O painel com representantes da Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas Portadoras de Deficiência e de Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders), vinculada ao Governo do Estado, teve como tema "Políticas Públicas de Acessibilidade, à luz da Lei Federal nº 10098/2000."

O encontro integra a "Semana Municipal de Luta da Pessoa com Deficiência e pela Acessibilidade", proposta pelo vereador Marcos Gehlen, o "Tuco". O encerramento ocorre hoje com um ato público na Praça Rui Barbosa, a partir das 10 horas.

"Todos os lugares precisam ser iguais para todo mundo. E a inclusão não se restringe à retirada de barreiras arquitetônica", destaca o presidente da Faders, Cláudio Silva, referindo-se ao respeito, à dignidade e ao direito de liberdade das pessoas com deficiência. A apresentação do palestrante, inclusive, contou com uma intérprete em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

"As pessoas não podem ter atitudes que excluam os deficientes. Somos todos cidadãos", lembra, citando dois exemplos. Uma advogada aprovada duas vezes em concurso público para o Tribunal de Justiça do Estado que não pode assumir a função por ser deficiente visual. E um cego barrado em um ônibus, em Rio Grande, no sul do Estado. O motivo: estava sem acompanhante. Para Cláudio, quando o assunto é debatido, se fortalece, ajudando a evitar essas situações.

O presidente da Faders aponta outro ponto constantemente esquecido por alguns empresários: os deficientes, na maioria das vezes, são economicamente ativos, ou seja, vão às compras. Portanto, é preciso que o comércio tenha atenção especial a esse público, buscando um atendimento diferenciado. "As pessoas são iguais e têm o mesmo direito. E garantir a acessibilidade é um dever de toda a sociedade", constata Cláudio.

Comitê é "tema de casa" do Legislativo

Chefe de gabinete da Faders e vice-presidente do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência (Coepede), Jorge Amaro Borges, destaca que a criação de um Comitê Gestor de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência pode agilizar a acessibilidade em Montenegro e a obtenção de recursos junto ao Estado. A ideia é que as diferentes secretarias pensem no tema em conjunto, buscando a qualificação dos projetos. "As secretarias dialogam entre si e com o Estado. E o Estado conversa com a União", explica Borges, mostrando o processo.

Ao agradecer a presença de todos, o vereador Marcos Gehlen, o Tuco, garantiu que a criação do Comitê estará entre os "temas de casa" do Legislativo. "Queremos sempre promover o debate para cada vez mais fortalecer a acessibilidade", frisou.

O direito à liberdade

"As ruas de Montenegro não são adaptadas para nós. As pessoas com deficiência precisam se adaptar a elas." Assim o presidente da Associação dos Deficientes Físicos e Ostomizados de Montenegro (Assdefo) e do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, Claudimir dos Santos, avalia a situação do município. Vítima de um acidente de trabalho, ele é cadeirante há 20 anos.

Contudo, lembra alguns avanços e cita os prédios da Câmara de Vereadores, do Fórum e da Promotoria como exemplos. Os três são adaptados. Também lembra que prédios novos só recebem licença da Prefeitura se levarem em conta a acessibilidade. "E o orçamento deste ano destina R$ 50 mil para a construção de rampas nas ruas", completa. Ainda assim, segundo Claudimir, é necessário fortalecer um dos direitos mais antigos da sociedade: o de ir e vir.

"Não existe modelo no Estado"

Para o presidente da Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas Portadoras de Deficiência e de Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders), Cláudio Silva, todas as cidades gaúchas precisam avançar na questão da acessibilidade. "Umas mais, outras menos. Mas, por enquanto, não existe um modelo no Estado", analisa.

Ainda sim, Cláudio cita o exemplo de Porto Alegre. A capital é a única cidade a apresentar um Plano Diretor de Acessibilidade. "Sem dúvida, um avanço. Mas precisamos fazer mais", finaliza.

Indicação a intérprete de Libras

O vereador Marcos Gehlen, o Tuco, entrou com uma indicação no Legislativo, ontem, visando proporcionar o acesso à imprensa televisiva às pessoas com deficiência. O objetivo é o de possibilitar que a TV Cultura tenha programação com interprete em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Para tanto, o Executivo teria que contratar ou capacitar um profissional.

OS NÚMEROS

Conforme dados do Censo Demográfico 2000, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são cerca de 25 milhões de brasileiros com alguma deficiência e 1,5 milhão no Rio Grande do Sul. Em Montenegro, segundo o levantamento, são 20.059 mil. A Faders salienta que os números do Censo 2010 ainda não foram divulgados com o detalhamento.

O QUE DIZ A LEI

Lei Federal 10098/2000 estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, mediante a supressão de barreiras e de obstáculos nas vias e espaços públicos, no mobiliário urbano, na construção e reforma de edifícios e nos meios de transporte e de comunicação.


Fonte: Jornal Ibiá


Palmares do Sul terá Conselho de Direitos da Pessoa com Deficiência


Jorge Amaro fazendo sua fala. Foto: Divulgação.23/09/2011
Na última sexta-feira (16/09), o plenário da Câmara de Vereadores de Palmares do Sul teve uma expressiva participação de militantes, educadores, gestores públicos, vereadores e as próprias pessoas com deficiência. A pauta principal do encontro foi à mobilização pela criação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, uma reivindicação antiga da comunidade.

O chefe de gabinete da FADERS e vice presidente do COEPEDE, Jorge Amaro, falou sobre a importância dos espaços de controle social no fortalecimento das políticas de inclusão e acessibilidade. Segundo ele, “Hoje possuímos em torno de 50 conselhos no estado, que corresponde a aproximadamente 10% dos municípios. Este dado precisa aumentar, mas também é necessários qualificar os conselhos existentes para sua atuação. Palmares do Sul inicia da maneira correta, através de um debate aberto e democrático”.

A professora Maria Aparecida Alves, uma das articuladoras da atividade destacou a importância do momento vivido no município e ainda das possibilidades que o conselho colocará a todos. “Com certeza, todos ganharemos e aprenderemos muito com este processo participativo.”

Ao final, foi escolhida uma comissão que irá tratar da criação do conselho a partir de minuta elaborada pela FADERS e COEPEDE. Palmares do Sul será sede do Fórum Permanente das Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e Pessoas com Altas Habilidades no mês de novembro e o desafio lançado foi aprovar a lei até esta data.


Fonte: ACOM FADERS

SAFE conclui curso de Formação Continuada em Rosário do Sul


Os participantes do curso de Formação Continuada em Atendimento Educacional Especializado da cidade Rosário do Sul. FOTO: SAFE.23/09/2011
No dia 16 de setembro, a FADERS através do Serviço de Formação e Apoio em Educação (SAFE) encerrou o curso de Formação Continuada em Atendimento Educacional Especializado (AEE) para professores municipais da cidade de Rosário do Sul, RS.

O curso teve início em agosto, com aulas semanais, com os seguintes conteúdos e ministrante: História da Educação (Marla Barreto), Fundamentos Legais da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (Alexsandra Araújo), Introdução ao Atendimento Educacional Especializado (Ana Helena A. da Fontoura Rodrigues), Estimulação Precoce (Marilú Mourão), Deficiência Intelectual (Marla Barreto), Surdez (Greice Santos), Altas Habilidades (Mara Costa), Deficiência Visual (Waldin de Lima) e Tecnologia Assistiva (Graciela Rodrigues).

O curso teve a carga horária de 40 horas, foi promovido pela Secretaria Municipal de Educação de Rosário do Sul e contou com a participação de aproximadamente 90 professores.


Fonte: ACOM FADERS

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Portal de Acessibilidade - Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PPDs e PPAHs no RS (FADERS)Governo do Estado do Rio Grande do Sul - Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento Social


Prêmio para experiências de inclusão


Haddad (D) lançou premiação escolar e defendeu formação docente no país
Crédito: MARCELLO CASAL JR / ABR / CP22/09/2011
O Ministério da Educação (MEC) lançou ontem a 2 edição do Prêmio Experiências Educacionais Inclusivas. A solenidade contou com a participação do ministro da Educação, Fernando Haddad. Segundo o MEC, 48% das crianças e adolescentes (200 mil pessoas) com algum tipo de deficiência e que recebem o Benefício de Prestação Continuada estão fora da escola. Na avaliação do ministro, o problema é causado pela falta de compreensão das famílias de que essas pessoas têm direito de estudar, e também devido à ausência de iniciativas do poder público local.

Haddad espera que as secretarias de Educação de estados e municípios busquem alternativas para incluir esse contingente. Ele sugeriu que sejam cruzados os dados do MEC com os da Previdência Social (que aponta as crianças que recebem um salário mínimo em virtude da deficiência) para verificar se esses alunos estão na escola. Caso contrário, devem ser resgatados.

A secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do MEC, Cláudia Dutra, disse que muitas famílias têm medo de perder o benefício ao matricular os filhos. Mas explicou que não existe essa possibilidade porque a Constituição Federal determina que a "Educação é um direito de todos e deve ser do Estado e da família". Segundo Cláudia, desde 2007, mais de 24 mil salas multifuncionais foram instaladas nas escolas.

As inscrições para o prêmio, que visa identificar, valorizar e divulgar experiências de inclusão escolar, devem ser feitas até o dia 31/12. Mais informes e detalhes: sitehttp://peei.mec.gov.br.


Fonte: Correio do Povo




Assinado termo de cooperação técnica entre TVE, FADERS, ACERGS e FENEIS


A Secretária de Comunicação e Inclusão Digital do RS, Vera Spolidoro, assina como testemunha o termo de  cooperação técnica  entre  Fundação Cutural Piratini - Rádio e Televisão TVE, FADERS, ACERGS e FENEIS. foto: ROGÉRIO SANTOS.22/09/2011
Em 21 de setembro comemoramos o DIA NACIONAL DE LUTA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, escolhido pela proximidade com a primavera e o dia da árvore como representação do nascimento das reivindicações de cidadania e participação plena em igualdade de condições deste segmento da população.

Com o objetivo de marcar esta data destinada à reflexão na busca de novos caminhos pela inclusão social da pessoa com deficiência, foi realizado o Ato de Assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre FADERS SJDH com a TVE, ACERGS e FENEIS, visando à promoção e desenvolvimento de ações em benefício de pessoas com deficiência, principalmente no campo da articulação e desenvolvimento das políticas públicas de acesso à comunicação (Áudio-descrição e LIBRAS), a fim de garantir o cumprimento das diretrizes preconizadas na Convenção da ONU que trata dos direitos da pessoa com deficiência e na Lei 13.320 de 21 de dezembro de 2009, colocando no Rio Grande do Sul o desafio e o pioneirismo de garantir o acesso a comunicação a todas as pessoas, de forma igualitária e democrática.

As atividades serão desenvolvidas de comum acordo entre a Fundação Piratini – Rádio e Televisão – TVE e a SJDH-FADERS, com a utilização de recursos específicos e apoio técnico operacional da ACERGS e FENEIS.

Estiveram presentes no ato de assinatura do termo, a Secretária de Comunicação e Inclusão Digital do RS, Vera Spolidoro; o presidente da FADERS, Cláudio Silva; o presidente da Fundação Piratini – Rádio e Televisão – TVE, Pedro Luiz da Silveira Osório; o presidente do COEPEDE, Roberto Oliveira; o diretor regional da FENEIS, Francisco Rocha; o sociólogo Santos Fagundes, representando o Senador Paulo Paim; a miss Brasil deficiente visual, Giseli Hibe, entre outros.


Fonte: ACOM FADERS






Comitês Gestores: referência de políticas públicas a pessoas com deficiência


Representantes da primeira reunião do Comitê Gestor Estadual para política para pessoas deficientes, onde participaram representantes das secretarias de Comunicação e Inclusão Digital, Educação, Habitação e Saneamento, Infraestrutura e Logística, Obras Públicas, Saúde, Turismo e Trabalho, além da Superintendência Regional do Trabalho, Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Ministério Público Estadual. Crédito: ACOM Faders21/09/2011
Aconteceu hoje a primeira reunião do Comitê Gestor Estadual para política para pessoas deficientes, onde participaram representantes das secretarias de Comunicação e Inclusão Digital, Educação, Habitação e Saneamento, Infraestrutura e Logística, Obras Públicas, Saúde, Turismo e Trabalho, além da Superintendência Regional do Trabalho, Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Ministério Público Estadual.

Onde foi definido o calendário de reuniões em 2011 e as principais ações a serem desenvolvidas. Como ações internas do governo, serão realizados três mapeamentos, um para identificar as condições de acessibilidade dos prédios públicos; outro para buscar informações sobre os servidores públicos com deficiência e um terceiro sobre as políticas públicas.
O comitê deliberou ainda pela construção de duas Câmaras Temáticas: Turismo Acessível e Esporte Paraolímpico. E como ações permanentes estão a Campanha Gaúcha de Acessibilidade, o Dia Nacional de Luta das PcD, a Semana Estadual da PcD, o Fórum Permanente de Políticas Públicas e o Fundo Estadual.

Desde 2007, temos um programa chamado “Agenda Social”, do governo federal em parceria com estados e municípios que promove um novo olhar nas políticas públicas para pessoas com deficiência no Brasil. Ao todo, 24 estados aderiram ao programa que destina mais de 2,4 bilhões de reais em investimentos nas áreas da saúde, educação, trabalho, habitação, transporte, mobilidade urbana e campanhas educativas. Aqui no estado, a FADERS, está fazendo a função de articular as ações junto aos municípios. O programa é composto por medidas de articulação institucional, de investimento direto e de financiamento, as quais se encontram sob a responsabilidade da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal, com a participação da iniciativa privada e da sociedade. No RS, temos a adesão de 50 municípios dos 496 do estado. A FADERS formou comitês gestores em 10 municípios. É através do comitê gestor que as ações realmente ocorrem no ponto de vista prático e operacional. O mesmo tem a função de promover a articulação dos órgãos e entidades envolvidos na implementação das ações relacionadas à inclusão das pessoas com deficiência, assim como de realizar o monitoramento e avaliação das mesmas. O mais importante neste processo é que as questões planejadas são feitas de forma coerente à realidade local, garantindo assim sua execução. O presidente da FADERS, Cláudio Silva, diz: “ que esta é sem dúvida a maior contribuição da Agenda Social. Ela garante a participação dos entes federados de forma integrada na construção de soluções. A inclusão das pessoas com deficiência de forma plena na sociedade perpassa por ações de todos os poderes e esferas. É papel de cada um de nós enxergar o outro em sua individualidade, com respeito à dignidade humana e a cidadania”, falou Silva.


Fonte: ACOM FADERS


quarta-feira, 21 de setembro de 2011




IMPORTÂNCIA DAS FIBRAS PARA DIABÉTICOS


Para sabermos a importância das fibras, primeiro precisamos aprender o que são fibras e em que alimentos a encontramos.

Fibras são todos os polissacarídeos vegetais da alimentação e são encontradas apenas em plantas. Portanto, os alimentos de origem animal como carnes, ovos e laticínios não contêm fibras.

Existem vários tipos de fibras e elas são separadas em duas classes, conforme a solubilidade em água: a fibra solúvel e a fibra insolúvel. Ambas possuem benefícios diferentes à saúde e devem ser consumidas diariamente.

A fibra insolúvel serve para formar massa fecal, estimula o peristaltismo intestinal, contribui para o transporte do bolo alimentar até o reto, evitando a prisão de ventre.

As fibras solúveis são de maior importância para o diabético, pois podem retardar a absorção de glicose, reduzir a concentração de glicose no sangue, aumentar a sensibilidade à insulina, provocar sensação de saciedade. Elas são encontradas em frutas, hortaliças, leguminosas, sementes, aveia, farelo de aveia e etc.

Deve-se ingerir de 20g a 40g diárias de fibra, sendo que 6g a 12g de fibra solúvel.

Vejamos o exemplo:

Ao se ingerir por dia:
1 banana - temos 0,5g de fibra solúvel
1 laranja - 0,3g de fibra solúvel
1 pêra - 0,4g de fibra solúvel
4 colheres de sopa de abóbora - 0,5g de fibra solúvel
4 colheres de sopa de vagem - 0,4g de fibra solúvel
4 colheres de sopa de brócolis - 0,3g de fibra solúvel
2 pães franceses - 0,8 g de fibra solúvel
2 colheres de sopa cheia de farelo de aveia - 3g de fibra solúvel
Totaliza-se 6,2g de fibra solúvel.

Para adicionar alimentos ricos em fibras à sua alimentação, substitua parte do que consome. Por exemplo, pode-se trocar o pão francês por pão integral; optar por biscoitos feitos com farinha integral, ou incluir uma colher de farelo de aveia ao café com leite, à sopa, aos ensopados, ao mingau, ao iogurte, às saladas, ao molho para massas e às panquecas.

Procure também, sempre que possível, ingerir alimentos crus ou com casca, pois é na casca e nas sementes que se encontram a maior quantidade de fibras.

As frutas secas ou dessecadas como a uva-passa, a ameixa seca, a maçã seca também são ótimas fontes de fibras.

Se a sua alimentação costuma ser pobre em fibras, comece gradualmente a ingeri-las para evitar diarréias, gases, estufamentos e cólicas.

Aumente o consumo de líquidos, principalmente água, para que o uso de fibras não prenda seu intestino.

FONTE: http://tiojuliao.diabetes.org.br/Bet_Balanca/Dicas_de_Nutricao/nut18.php




FRUTAS CAMPEÃS DE VITAMINA C


Abacaxi, goiaba, manga, uva, maracujá, acerola. O Brasil produz mais frutas do que o brasileiro consegue consumir. Mas isso está mudando. Nas grandes cidades, as frutas estão deixando de ser apenas sobremesa. Aos poucos, estão sendo consideradas um alimento que faz muito bem à saúde. E como faz.

Na Faculdade de Farmácia da Universidade Federal da Bahia, a professora Maria Spínola pesquisa as propriedades nutracêuticas, quer dizer, o poder nutritivo e medicinal das frutas mais consumidas no Nordeste.

O estudo derrubou alguns mitos. Por exemplo: quanto tempo dura um suco de laranja sem perder suas propriedades?

"A gente verificou que entre três e quatro horas depois ele pode perder no máximo 6%. E de um dia pro outro, em torno de 30%", responde Maria Spínola.

Outra constatação: as frutas reforçam a defesa do nosso organismo, ajudam a evitar doenças graves.

"Todos os frutos avermelhados, cor de laranja e amarelos possuem carotenóides, principalmente betacaroteno e licopeno. Eles podem reforçar a nossa defesa imunológica, evitando que a pessoa chegue a ter ou desenvolver um câncer ou outra doença degenerativa", revela a professora.

A grande novidade da pesquisa surgiu no exame das polpas. A concentração de vitaminas encontrada foi a mesma ou até maior do que a da fruta natural.

"Nós encontramos polpas no mercado com teor de vitamina C acima da acerola, que foi a variedade que nós analisamos", diz Maria Spínola.

A pesquisa vai examinar todas as propriedades medicinais das polpas. Mais uma revelação: a laranja é sinônimo de vitamina C? Nem tanto.

"A acerola tem 40 vezes mais vitamina C do que a laranja. Para um suco de laranja, você necessitaria de um copo de 200ml. E de acerola somente uma pequena quantidade. Nós precisamos de 60 miligramas de vitamina C por dia, sendo que as pessoas que têm estresse, estão submetidas a um estresse muito elevado ou que fumam, essa quantidade pode aumentar", comenta a professora.

Na classificação da vitamina C, depois da acerola vem o caju, a manga, a goiaba. A laranja está em quinto lugar, conforme os números abaixo:

Concentração de vitamina C
Acerola - 1.500 mg
Caju - 200 mg
Manga - 84 mg
Goiaba - 67 mg
Laranja - 40 mg

Que a acerola tem mais vitamina C que a laranja, isso já se sabia. Mas a manga e a goiaba na frente da laranja foi uma surpresa. E um suco de caju, com 200 miligramas de vitamina C num único copo.

O caju é curioso. A fruta mesmo é a castanha, que vira tira-gosto, torrada e salgada. A parte que se come e de onde se faz o suco é uma haste mais cheinha, que tem muito mais do que vitamina. Os pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, que já estudaram a castanha, se dedicam agora à polpa e ao suco do caju.

A nutricionista pernambucana Elma Warta, da Universidade de São Paulo (USP), quer estimular o consumo na população mais pobre. O estudo está mostrando que a polpa do caju é rica em compostos fenólicos, que são antioxidantes, fazem bem à saúde de quem come a fruta.

"A pessoas estaria se prevenindo de doenças como o câncer, doenças do coração, cardiovasculares, e até mesmo em alguns processos antiinflamatórios. Sem gastar nada", explica Elma.

O professor Jorge Mancini Filho, farmacêutico-bioquimíco da USP, explica como nosso organismo sofre com a oxidação das células, que provoca envelhecimento e doenças:

"Se você tiver uma situação de estresse no organismo, um ambiente de elevado grau de poluição ou alguns quadros como viroses, e puder prevenir isso, você vai favorecer o organismo ao ter uma condição de vida melhor".

É por isso que o estudo das frutas cresce em todo o mundo. Na USP, até a romã, pouco consumida, está sendo alvo de uma pesquisa.

A curiosidade da farmacêutica Fernanda Jardini vem da infância. Será que a romã só serve de enfeite ou para fazer simpatia com as sementes?

"Pesquisando a romã a gente descobriu que ela é muito rica em compostos antioxidantes. Ela é rica em ácidos fenólicos e também em flavonóides, que dão uma cor avermelhada ao suco. O consumo de romã pode trazer muitos benefícios. Isso é comprovado cientificamente", diz Fernanda Jardini.

FONTE: http://www.todafruta.com.br/portal/icNoticiaAberta.asp?idNoticia=5571

Caros  Amigos, Bomm dia a Todos!
O Dr Acary, Dr Abraão e Equipe, convidam a todos para participarem de uma Reunião,
em São Paulo dia 01º de Outubro, para falar sobre Medicamento para SPP.
 
Para aqueles que não puderem comparecer, estarei enviando o email com Resumo da Reunião, e para os Amigos da Europa, o Dr Acary estará conosco para
o Seminário sobre Pólio e SPP em Lisboa - Portugal, dia 11 de Novembro, assim poderão estar com ele pessoalmente! Estarei enviando o Convite.
 
vejam o convite anexa para a Reunião em São Paulo com maiores informações,
 
beijinhos a todos e uma otima semana,
 
Rosângela Rabel

Comvocação Reunião SPP.pdfComvocação Reunião SPP.pdf
153K   Visualizar   Baixar  

terça-feira, 20 de setembro de 2011


 Infelizmente, sabemos que é a pura verdade, nos rondando no dia a dia.


NEM SERÁ PEDIR DESCULPAS PELOS ERROS DE PORTUGUÊS DO TEXTO. 
ISSO NÃO TEM A MENOR IMPORTÂNCIA PARA OBRASILZÃO.
AFINAL, O MEC PODERIA ATÉ CONSIDERAR UMA ESPÉCIE DE DISCRIMINAÇÃO... CERTO? 

 Não  espalhe espinhos  pelo caminho, teu retorno  talvez seja descalço".
NÃO PRECISAMOS DE EDUCAÇÃO
NÃO PRECISAMOS DE PROFESSORES
AFINAL....
PARA QUE SER UM PAIS DE 1° MUNDO SE ESTA BOM ASSIM.
Ronaldinho Gaucho: R$ 1.400.000,00 por mes.
"Homenageado na Academia Brasileira de Letras"...
LETRADO ELE
Tiririca: R$ 26.000,00 por mês, fora os auxílios, mordomias e etc;

"Membro da Comição de Educação e Cultura do Congresso"...
COMO DIS O GAUCHOS...  BAHHHHHHHHH TCHÊ...  MAS QUE TAL?
TRADUSINDO: O SALÁRIO DO PALHAÇO AI, PAGA SÓ 30 PROFESSORES, E PARA AQUELES QUE ACHAM QUE EDUCAÇÃO NÃO É IMPORTANTE, CONTRATA O TIRIRICA PARA DAR AULA PARA O SEU FILHINHO.
Piso Nacional dos profeçores: R$ 1.187,00...
Moral da História:
Os professores ganham pouco, porque só servem para nos ensinar coisas inúteis como: ler, escrever e pensar.
Sugestão:
Mudar a grade curicular das escolas, que passaria a ter as seguintes matérias:
- Educação Física: Futebol
- Música: Sertaneja, Pagode, A
- História: Grandes Personagens da Corrupção Brasileira
                 Biografia dos Heróis do Big Brother
             Evolução do Pensamento das "Celebridades"
História da Arte: De Carla Perez a Faustão
- Matemática: Multiplicação Fraudulenta do Dinheiro de Campanha
                 Cálculo Percentual de Comissões e Propinas
- Português e Literatura:
??????????????????????? Para quê??????????? ???????????
- Biologia, Física e Química:
             Excluídas por excesso de complexidade
Tá bom ou quer MAIS!!!!!!!!!!!!!
ESSE É O NOSSO BRASIL!!!!!! 
SE VOCÊ TAMBÉM ESTA AÇUSTADO COM IÇO, REPACE ESTÁ MENSAGEM PROTESTANDO.

PRIMEIRA VACINA

PRIMEIRA VACINA

FOTOS

FOTOS
NEUROMUSCULAR EM SÃO PAULO

Postagens populares

HIDROTERAPIA

HIDROTERAPIA