RELÓGIO

PARTICIPE SENDO UM SEGUIDOR DO BLOG

www.stepaway-polio.com

Google+

MAPA MUNDI

free counters

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Paul McCartney's 'My Valentine' Featuring Natalie Portman and Johnny Depp

UMA LINDA MÚSICA COM TRADUÇÃO EM LINGUAGEM DOS SINAIS

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos

Prefeitura apresenta Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, na próxima segunda-feira (3)

28/05/2013
A Prefeitura de Santa Maria, através da Secretaria de Município de Educação (SMED), realiza nos dias 3 e 4 de junho, um evento de apresentação do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite. O encontro que será no Itaimbé Palace Hotel, é o desdobramento de uma visita da consultora da Presidência da República, Cleonice Machado Pellegrini, na última sexta-feira (24).

A divisão do evento em dois dias é proposital. Na segunda-feira (3), as atividades que tem início marcado para as 13h30, são voltadas para secretarias de Município, sobretudo Educação e Saúde, conselhos tutelares, Ministério Público, representantes do legislativo, associações, instituições assistenciais coordenadores de educação e gestores da cidade e região, além de veículos de comunicação. Na terça-feira (4), o evento é aberto à sociedade civil, sobretudo pais de alunos, pessoas com deficiência e familiares.

Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência

O objetivo é ressaltar o compromisso com as prerrogativas da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da Organização das Nações Unidas, ratificada pelo Brasil com equivalência de emenda constitucional. Hoje, são 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência declarada. A proposta é que governo federal, estados e municípios façam com que a Convenção aconteça na vida das pessoas por meio da articulação de políticas públicas de acesso à educação, inclusão social, atenção à saúde e acessibilidade.

O Plano é composto por uma série de programas, ações e projetos capazes de intervir na vida de pessoas com deficiência sob vários aspectos, como implantação de salas de recursos multifuncionais nas escolas; Programa Escola Acessível que prevê recursos financeiros às escolas públicas para a promoção de acessibilidade arquitetônica; Programa Transporte Escolar Acessível; Programa Nacional de Tecnologia Assistiva; Programa de Crédito facilitado para Aquisição de Produtos de Tecnologia Assistiva, entre outros.

Texto: Guilherme Bicca

Fonte: PMSM

Faders capacita funcionários da rede hoteleira e gastronômica para a Copa 2014


Imagem da cerimônia de encerramento e entrega de certificados do curso aos participantes, juntamente com as ministrantes. Foto Divulgação.28/05/2013
A Faders, em parceria com o Sindpoa e Seacis, deu continuidade às capacitações Projeto Copa 2014, no dia 21 de maio, com a capacitação de 19 funcionários da rede hoteleira e gastronômica de Porto Alegre através da palestra “Atenção à Pessoa com Deficiência – Abordagem com Cidadania”, ministrada pelas psicóloga Eva Loreni de Castilhos e fonoaudióloga Fernanda Dias-Schutz.

A capacitação tem como objetivo instrumentalizar estes profissionais para um atendimento com excelência às pessoas com deficiência. O treinamento terá continuidade em mais dois módulos: no dia 9 de julho pela manhã e no dia 8 de outubro à tarde.

Fonte: Assessoria Técnica e Comunicação


Jogar é preciso. Ouvir, não


29/05/2013
Caxias do Sul – Um jogo de futebol. Uma partida amistosa. Nada de diferente de outro jogo qualquer. Mas a torcida não canta. Não, não há crise na seleção. Os jogadores não falam com a reportagem que está no gramado. Não, não há orientação para ficarem em silêncio. Apenas, não falam. São surdos. Mas isso não impede que os torcedores vibrem, nem que os jogadores deem entrevistas. Muitos deles têm a capacidade de falar, mas, em função da deficiência auditiva, têm mais dificuldades.

Assim foi o amistoso da seleção brasileira de futebol de surdos contra a Venezuela, sábado, em Nossa Senhora da Saúde, em Caxias.

Os jogadores não falam, mas gritam. Se fazem expressar, seja por Libras (Língua Brasileira de Sinais), seja por qualquer outro gesto. Era assim que o goleiro Luciano Henrique orientava os companheiros. Um desavisado que não se detivesse à arquibancada pensaria não haver torcedores no estádio, não fossem os gritos dos poucos que falavam.

Porém, a verdade é que, dando uma simples olhada, havia muita movimentação e conversa. O pequeno público que acompanhou à partida se fez notar vibrando a cada lance. Em campo, as instruções para o aquecimento eram dadas em sinais. Para conversar com um colega de equipe, os jogadores tinham de se esforçar para chamar sua atenção.

Tudo certo para o início do jogo, e o árbitro levantou a bandeira. Não era impedimento, apenas a sinalização de que a bola já poderia rolar. Além do apito, nas partidas de surdos, o juiz se utiliza de uma bandeira para facilitar a visualização das marcações.

As regras são as oficiais do futebol: dois tempos de 45 minutos, 11 jogadores para cada lado. Apenas uma diferença, fora o uso da bandeirinha pelo árbitro principal: os jogadores devem ser surdos ou parcialmente surdos, e há parâmetros para avaliar o quão deficiente auditiva é uma pessoa. Também não é permitido aparelhos que auxiliem na escuta.

Jogo começado, muita reclamação dos atletas de ambos os selecionados. Braços ao alto. O jogador mostra os dedos para o árbitro, mas estavam apenas conversando. Ataque de um lado, ataque de outro e muita marcação, a partida é disputada.

Falta para o Brasil, mais protestos. Os venezuelanos reclamam que o árbitro marcou no gesto. Um dos árbitros da partida, Alexandre Almeida, diz que, apesar de não saber línguas de sinais, entende muito bem o que os jogadores gesticulam para ele:

– Não é necessário saber Libras para se comunicar com os jogadores. Futebol tem uma linguagem universal e, com a ajuda da bandeirinha, eles compreendem todas as sinalizações.

Apesar de um início equilibrado, o Brasil cedeu à pressão do oponente e acabou perdendo o amistoso para a Venezuela por 4 a 1. A equipe adversária se prepara para disputar as Surdolimpíadas, em Sófia, na Bulgária, em julho. Caxias do Sul poderá receber ano que vem o Pan-americano de Surdos. A Confederação Sul-americana Desportiva de Surdos deve definir em novembro quem sediará os jogos. Caxias e Córdoba, na Argentina, estão competindo.

luiz.jacomini@pioneiro.com

LUIZ JACOMINI

Fonte: Pioneiro - Caxias do Sul

http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/radioweb/usu_video/carine-cancer_bucal-boletim.mp3

terça-feira, 28 de maio de 2013

Previdência Social

CONSIGNADO: Operações somam mais de R$ 3,5 bilhões em abril
Resultado é 40,49% superior que o mesmo período do ano passado
24/05/2013 - 11:27:00


Da Redação (Brasília) - As operações de crédito consignado realizadas por aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) totalizaram R$ 3,591 bilhões em abril de 2013. Em valores nominais – isto é, sem considerar a inflação – o resultado foi 40,49% superior ao mesmo período de 2012, quando foram liberados R$ 2,556 bilhões. Em relação a março de 2013, quando foram registrados R$ 3,693 bilhões, houve redução de 2,76%.

Em número de operações, abril de 2013 registrou 1.071.601 contratos, número 6,60% inferior ao de março de 2013, quando 1.147.337 contratos foram efetivados. Comparando com o mesmo mês de 2012, houve aumento de 28,22%. Em abril de 2012, a quantidade de operações correspondeu a 835.766 contratos.

Ao se considerar a margem consignável para empréstimos de até 30% da remuneração líquida dos aposentados e pensionistas, ou de até 10% exclusiva para a modalidade cartão de crédito – cujos juros costumam ser mais altos –, no primeiro quadrimestre de 2013, os valores consignados por meio de empréstimo pessoal representaram a quase totalidade das operações de crédito.

Empréstimo pessoal – Nessa modalidade, em abril de 2013 foram emprestados R$ 3,590 bilhões em 1.071.112 contratos efetivados. A soma dos recursos ficou 40,47% acima do registrado em igual mês do ano anterior, quando foram contratados R$ 2,556 bilhões.

Em número de operações, também houve aumento ao se comparar abril de 2013 com o mesmo mês de 2012. Foram realizadas 1.071.112 operações em abril deste ano e 835.583 no mesmo mês do ano anterior, o que representou aumento de 28,19%.

Em relação a março de 2013, quando foram emprestados R$ 3,692 bilhões em 1.146.855 operações, foi registrado diminuição de 2,76% no valor e de 6,60% na quantidade de contratos.

Cartão de crédito – O valor das operações com cartão de crédito registrou aumento em abril deste ano em relação ao mesmo mês de 2012. O total das operações foi de R$ 995 mil, 347,04% maior que o registrado em abril do ano anterior, quando foram realizadas 183 operações, correspondentes a R$ 223 mil. O número de contratos nessa modalidade, que em abril de 2013 somou 489, foi 167,21% superior.

Renda – Em abril de 2013, do total de operações de empréstimo pessoal e com cartão de crédito, 578.877 foram efetuados por segurados que recebem até um salário mínimo. Esses aposentados e pensionistas responderam por R$ 1,357 bilhão em operações. Nessa faixa de remuneração, em média, os segurados contrataram, no empréstimo pessoal, R$ 2.344,88.

Na faixa salarial acima de um e até três salários mínimos foi contratado R$ 1,276 bilhão, por meio de 347.171 operações, no valor médio de R$ 3.676,94 para o empréstimo pessoal. Na faixa acima de três salários mínimos foram liberados 145.553 contratos, equivalentes a R$ 958 milhões, no valor médio em empréstimos pessoais de R$ 6.579,49.

Faixa etária, número de parcelas e gênero – do total de empréstimos concedidos em abril de 2013 – 1.071.601, correspondentes a R$ 3,591 bilhões –, 929.529, isto é, 86,74% dos empréstimos, foram parcelados entre 49 a 60 meses.

No total de operações realizadas no mês, 38,98% foram contratadas por segurados na faixa etária de 60 a 69 anos. A faixa etária de 50 a 59 anos foi responsável por 22,54% dos empréstimos, e a de 70 a 79 anos, por 24,46%.

Dos 1.071.601 empréstimos averbados no mês, 621.954 desses, correspondentes a 58,04% do número de operações e equivalentes a 52,49% do valor total, foram contratados por mulheres.

Macrorregiões – Das operações realizadas em abril de 2013, R$ 1,870 bilhão foi disponibilizado na região Sudeste, por meio de 517.429 contratos. São Paulo lidera tanto em volume quanto em quantidade de operações, com R$ 1,036 bilhão em 268.162 contratos.

A região Nordeste vem em seguida, com 264.527 operações que correspondem a R$ 760 milhões. Na região, a Bahia é o estado em que mais se realizaram empréstimos, com 68.444 operações e um montante de R$ 208 milhões.

A terceira posição em valor contratado cabe à região Sul. As operações somaram R$ 594 milhões e totalizaram 176.940 contratos. O Rio Grande do Sul é o estado da região que mais contratou, com 77.506 operações, que corresponderam a R$ 266 milhões.

As 47.948 operações consignadas na região Centro-Oeste equivaleram a R$ 158 milhões. Goiás, com 19.676 contratos, correspondentes a R$ 62 milhões, tem os mais altos valores e número de empréstimos na região.

Na região Norte, foram contratados R$ 149 milhões, que equivalem a 49.678 contratos. O Pará é responsável pelo maior número de operações, 26.272, e de valor contratado, que soma R$ 77 milhões.

Acesse aqui Tabelas Nacional ABRIL 2013
Acesse aqui Tabelas Regional por Estado ABRIL 2013

Informações para a Imprensa:
Rafael Toscano
(61) 2021-5481
Ascom/MPS


Previdência Social

GESTÃO: INSS divulga distribuição das 250 vagas adicionais de assistente social
Lista com as nomeações deve sair no dia 3 de junho
28/05/2013 - 11:56:00


Da Redação (Brasília)- Foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (28), nas páginas 144 e 145 da seção 3, a distribuição das 250 vagas adicionais de Analista do Seguro Social com formação em Serviço Social do concurso realizado em 2009. No dia 3 de junho próximo, deverá ser publicada a nomeação dos candidatos homologados.

Realizado em 2009, com edital de abertura em novembro de 2008, o concurso previa a contratação de 900 assistentes sociais. Todos foram nomeados. Entre outubro e dezembro de 2012, foram chamados mais 200 analistas do seguro social com formação em serviço social e, agora, após nova autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), serão convocados mais 250 aprovados.

Com isso, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) somou ao seu quadro 1350 assistentes sociais, lotados em Agências da Previdência Social em todas as regiões do Brasil.

Distribuição Vagas Assistentes Sociais INSS

Previdência Social

COMBATE ÀS FRAUDES: Força-Tarefa cumpre mandados no Paraná
Operação Consórcio ocorre nos municípios Jaguariaiva e Arapoti
28/05/2013 - 10:55:00


Da Redação (Brasília) - A Força-Tarefa Previdenciária, formada pela Polícia Federal, Ministério da Previdência Social (MPS) e do Ministério Público Federal (MPF), deflagrou nesta terça-feira (28) a Operação Consórcio, para o cumprimento de dez mandados de busca e apreensão nos municípios paranaenses de Jaguariaiva e Arapoti. O objetivo da ação foi colher provas sobre a atuação de esquema fraudulento de concessão de benefícios de aposentadoria por invalidez e auxílio-doença na Agência da Previdência Social em Jaguariaiva.

Foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão em residências e escritórios de advogados e intermediários, residências de peritos-médicos do INSS e seus consultórios particulares, além de buscas na Agência da Previdência Social em Jaguariaiva.

As investigações iniciaram em 2010 a partir de denúncias noticiando a existência de um consórcio caracterizado pelo direcionamento de perícias previdenciárias aos mesmos médicos peritos que forneciam atestados médicos em seus consultórios particulares mediante o pagamento de honorários médicos.

O esquema era gerenciado por advogados que arregimentavam segurados em seus escritórios, classificando-os de acordo com a capacidade do pagamento de propina, para posterior encaminhamento, de forma direcionada aos mesmos médicos, que, na condição de peritos do INSS, concediam os benefícios por incapacidade.

Relacionados aos fatos investigados, a Ouvidoria-Geral do MPS recepcionou 21 denúncias anônimas no período de 2008 a 2012. Até o momento foram identificados cerca de 700 benefícios com indícios de irregularidades, com prejuízo estimado em torno de R$ 7.200.000,00 (sete milhões e duzentos mil reais). Os prejuízos sociais também eram altos, uma vez que os segurados que não aceitavam as condições ilegais impostas não eram corretamente periciados e, para conseguirem os benefícios, tinham que buscar a Justiça.

Ante as condutas destes peritos-médicos, advogados e intermediários de benefícios investigados, a Justiça Federal em Ponta Grossa determinou a aplicação das seguintes medidas cautelares: suspensão do exercício profissional da medicina, suspensão da atividade de advocacia no âmbito previdenciário, proibição de acesso ou freqüência à APS de Jaguariaiva, proibição de manterem contatos com os segurados do INSS que tenham utilizado os serviços profissionais dos investigados, proibição de ausentarem-se do país, além do pagamento de fiança, arbitrado em R$ 30.000,00 para cada um dos indiciados. O descumprimento de qualquer uma destas medidas pode acarretar a decretação de prisão preventiva.

Na esfera administrativa, o INSS promoverá a revisão dos benefícios identificados, devendo os segurados restituírem à Previdência Social os valores recebidos indevidamente. Se condenados, os investigados responderão pelos crimes tipificados nos artigos 171, § 3º, 288, 313-A, 314, 316, 317 e 333 do Código Penal, para os quais está prevista pena de reclusão.

A ação conjunta contou com a participação de 40 policiais federais e 6 servidores do Ministério da Previdência Social. O nome da operação faz alusão à associação dos profissionais e intermediários para o cometimento dos ilícitos.

sábado, 25 de maio de 2013

Dr. Paulo Niemeyer Filho - Neurocirurgião.

Recentemente, devolveu ao Maestro João Carlos Martins os movimentos no braço e mão esquerda através de cirurgia no cérebro,uma experiência inédita e magnifica.
Nos relembra dos cuidados que devemos ter para manter uma mente sã.

 


 

 
Parte da entrevista da revista PODER ao neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho, abaixo, quando lhe foi perguntado:
Descrição: http://oglobo.globo.com/fotos/2008/04/21/21_MHG_paulo.jpg
PODER: O que fazer para melhorar o cérebro ? 
Resposta: Vc. tem de tratar do espírito. Precisa estar feliz, de bem com a vida, fazer exercício. Se está deprimido, reclamando de tudo, com a auto estima baixa, a primeira coisa que acontece é a memória ir embora; 90% das queixas de falta de memória são por depressão, desencanto, desestímulo. Para o cérebro funcionar melhor, você tem de ter alegria. Acordar de manhã e ter desejo de fazer alguma coisa, ter prazer no que está fazendo e ter a auto estima no ponto.

PODER: Cabeça tem a ver com alma?


PN: Eu acredito que a alma está na cabeça. Quando um doente está com morte cerebral, você tem a impressão de que ele já está sem alma... Isso não dá para explicar, o coração está batendo, mas ele não está mais vivo. Isto comprova que os sentimentos se originam no cérebro e não no coração.


PODER: Você acha que a vida moderna atrapalha?


PN: Não, eu acho a vida moderna uma maravilha. A vida na Idade Média era um horror. As pessoas morriam de doenças que hoje são banais de ser tratadas. O sofrimento era muito maior. As pessoas morriam em casa com dor. Hoje existem remédios fortíssimos, ninguém mais tem dor.


PODER: Existe algum inimigo do bom funcionamento do cérebro? 


PN: Todo exagero.
Na bebida, nas drogas, na comida, no mau humor, nas reclamações da vida, nos sonhos, na arrogância,etc.
O cérebro tem de ser bem tratado como o corpo.
 Uma coisa depende da outra.
É muito difícil um cérebro muito bom num corpo muito maltratado, e vice-versa.


PODER: Qual a evolução que você imagina para a neurocirurgia?


PN: Até agora a gente trata das deformidades que a doença causa, mas acho que vamos entrar numa fase de reparação do funcionamento cerebral, cirurgia genética, que serão cirurgias com introdução de cateter, colocação de partículas de nanotecnologia, em que você vai entrar na célula, com partículas que carregam dentro delas um remédio que vai matar aquela célula doente que te faz infeliz. Daqui a 50 anos ninguém mais vai precisar abrir a cabeça.


PODER: Você acha que nós somos a última geração que vai envelhecer?


PN: Acho que vamos morrer igual, mas vamos envelhecer menos. As pessoas irão bem até morrer. É isso que a gente espera. Ninguém quer a decadência da velhice. Se você puder ir bem mentalmente ,com saúde e bom aspecto, até o dia da morte, será uma maravilha.


PODER: Hoje a gente lida com o tempo de uma forma completamente diferente. Você acha que isso muda o funcionamento cerebral das pessoas?


PN: O cérebro vai se adaptando aos estímulos que recebe, e às necessidades. Você vê pais reclamando que os filhos não saem da internet, mas eles têm de fazer isso porque o cérebro hoje vai funcionar nessa rapidez. Ele tem de entrar nesse clique, porque senão vai ficar para trás. Isso faz parte do mundo em que a gente vive e o cérebro vai correndo atrás, se adaptando.


Você acredita em Deus?


PN: Geralmente depois de dez horas de cirurgia, aquele estresse, aquela adrenalina toda, quando acabamos de operar, vamos até a família e dizemos:

"Ele está salvo".

Aí, a família olha pra você e diz: 


"Graças a Deus!".

Então, a gente acredita que não fomos apenas nós, que existe algo mais, independente de religião
.
LEITURA ANTIGA MAS COM BOAS DICAS DE SAÚDE

Informações válidas...
 


   

Por que a gente Soluça?

Soluço é a contração involuntária do músculo do
diafragma, responsável pela respiração.
O soluço geralmente é causado por uma irritação no
nervo frênico, responsável por ativar o diafragma
devido a um aumento do volume do estômago.
E não é lenda a história de que um susto pode curar o
"soluçante", pois libera adrenalina e ativa o nervo
frênico, outra saída é a água gelada, que provoca o
mesmo efeito.



Ih!, Meu Pé Dormiu!

Isso acontece porque a compressão do fluxo sangüíneo
(ao cruzar as pernas, por exemplo) interrompe o tráfego
de impulsos nervosos.
Ao restabelecer o fluxo, acontece uma espécie de
"curto circuito" nos impulsos elétricos dos nervos,
daí a sensação de formigamento".
Há até um problema conhecido como
"paralisia dos amantes".
O casal dorme junto e um deles fica em cima
do braço do outro.
O fluxo sangüíneo pode ficar interrompido por horas,
comprometendo por meses ou até para sempre o
músculo do braço".
A saída para o formigamento restabelecer o fluxo
sangüíneo, movimentando o músculo.
Dependendo do caso, é necessário fazer fisioterapia.




Por que tenho vontade de fazer xixi quando entro na Piscina?

Não é sacanagem.
Ao entrar na água, a pressão externa sobre o corpo
aumenta.
"Os líquidos componentes do plasma que estão fora dos
vasos são "empurrados" para dentro deles",com o aumento
do volume de sangue nos vasos - chamado volemia - vem a
vontade de urinar.
É como beber água.
Por falar em água, é verdade que torneira aberta e
chuveiro despertam a vontade.
"É psicológico, chamamos de reflexo da micção".
 



De onde vem a Cãibra?

Segundo o neurologista Acary Oliveira, da Unifesp,
95% da população já experimentou esse espasmo muscular,
em geral na panturrilha.
"Após intensa atividade física, acaba a energia e a
musculatura se contrai e não relaxa".
Para passar, o segredo é contrair o músculo oposto ao
que está doendo, como fazem os jogadores de futebol.
Se a cãibra for na panturrilha, por exemplo,
basta alongar os músculos da parte da frente,
puxando a ponta do pé para cima, em direção a canela.
 



O que causa o Arroto?

Também chamado eructação, o arroto é causado pelo ato
de engolir ar (aerofagia).
"Falar ou comer muito rápido, engolindo ar, são as
causas mais comuns".
Ingerir alguma substância que contenha gás, como
refrigerante, pode ser outra causa provável.
A cura não é muito educada.
Basta "eructar".
 



Por que, às vezes, meu Olho Treme?

O espasmo das pálpebras é causado pela contração do
músculo orbicular (músculo responsável pelo fechamento
das pálpebras).
A causa mais provável é que seja provocado pelo cansaço
ou tensão.
"É como uma cãibra", explica o oftalmologista Paulo
Henrique, da Unifesp.
O músculo se movimenta rápido para fazer circular mais
sangue na região e dissipar o ácido lático, responsável
pela irritação na terminação nervosa.
 



Por que há uma espécie de "Choque" quando se Bate o Cotovelo na Quina da Mesa?
A reação é causada pela compressão de um nervo
chamado ulnar.
"No cotovelo, o nervo ulnar está muito exposto,
ficando suscetível a pancadas".
Esse nervo está ligado aos dedos mínimo e anular.
Por isso, a sensação de choque se espalha do cotovelo
até esses dois dedos.
 



Estalar os Dedos Engrossa as Articulações?

Não. "Ao esticar o dedo, o líquido sinovial lubrificante
da articulação responsável por diminuir o atrito se
desloca sob o vácuo formado entre as articulações,
fazendo o barulho do estalo", ensina o ortopedista
cirurgião de mão Luís Nakashima.
O mesmo fenômeno pode ser percebido nas
costas e nos joelhos.
"Provocar o estalo no dedo não faz mal algum".
 



Por que tenho a Impressão de já ter Visto um Lugar Onde Nunca Estive?

A sensação de "déjá vu" pode acontecer com quase todos
e tem origem biológica.
O hipocampo - região do cérebro responsável pelo
processamento da memória - é ativado fora de hora,
exatamente quando está ocorrendo um fato novo, dando
a impressão de que aquilo já estava registrado,
de que é um fato do passado.
O evento é mais freqüente em pessoas com epilepsia
no lobo temporal e isso, provavelmente, está
relacionado com" disparo "anormal do hipocampo, um dos
centros cerebrais da memória", explica o psiquiatra
Roberto Sassi.
Mas isso não implica que pessoas que tenham "déjá vu"
sofram de epilepsia.
 


Por que a gente Boceja?

"É uma forma de ativar o cérebro e evitar o sono",
afirma o coordenador do departamento de distúrbio do
sono da Unifesp, Ademir Baptista Silva.
Ao bocejar, o segundo e o terceiro ramo do nervo
trigêmeo (um dos nervos da face) são ativados,
estimulando o cérebro.
O mesmo efeito pode ser obtido mascando chiclete.
"O único mistério é o fator" epidêmico "do bocejo
ninguém sabe porque as pessoas bocejam quando vêem
outras bocejando", diz Ademir.
 


Por que os Pêlos ficam Arrepiados?

"O frio e as fortes emoções são os principais
estímulos causadores da contração do músculo eretor
dos pêlos", afirma a neurologista Cláudia Garavelli.
A origem pode estar na teoria darwinista e sua
explicação é que o arrepio é uma forma de defesa.
No frio, a camada formada pelos pêlos retém o ar
quente, aquecendo o corpo.
No medo, aumenta-se o volume do corpo, assustando-se
assim um eventual agressor, como fazem os gatos.
 

Por que a Pele da Mão Enrruga quando ficamos na Água?

"Porque a camada externa da pele do dedo é composta por
uma proteína - a queratina - que pode absorver
"água como uma esponja", explica o clínico geral
Luís Fernando.
A camada externa da pele da ponta dos dedos é "fixa".
Para caber o volume de água absorvido, a pele enruga.
 


O que causa o Espirro?

"É um mecanismo de defesa, uma forma de o organismo
liberar bactérias e vírus alojados nas vias
respiratórias, especialmente no nariz, limpando-o".
Explica o neumologista Clystenes Odyr Silva.
Não tente impedir o espirro e jamais bloqueie o
nariz para evitar fazer barulho.
A velocidade do espirro pode ser de 160 km/h; ao
tampar nariz, a pressão é transmitida para um canal
do ouvido e corre-se o risco de ter-se o tímpano
rompido.
 


É verdade que Orelhas e Nariz Crescem quando Envelhecemos?

Não. O problema é que o tecido de sustentação da pele
perde elasticidade.
"A partir dos 75 anos, a flacidez é mais acentuada
devido à perda da elastina, proteína responsável pela
elasticidade da pele", afirma o geriatra Clineu Almada.
"Assim, tecido "cai", dando a impressão de que o órgão
cresceu".
LEITURA ANTIGA MAS COM INFORMAÇÃO ATUAL, VALE A PENA LER NOVAMENTE ESTE POST.

Melhor em Casa amplia atendimento domiciliar


Presidenta e ministros entregam jaleco símbolo do Melhor em Casa à Maria Leopoldina Villas Boas, gerente de Atenção Domiciliar no DF Foto: Luís Oliveira/Ascom-MS
A presidenta da República, Dilma Rousseff, e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, lançaram, nesta terça-feira (8), o Melhor em Casa, programa que ampliará o atendimento domiciliar no Sistema Único de Saúde (SUS).  Pessoas com necessidade de reabilitação motora, idosos, pacientes crônicos sem agravamento ou em situação pós-cirúrgica, por exemplo, terão assistência multiprofissional gratuita em seus lares, com cuidados mais próximos da família. A ação integra a Rede Saúde Toda Hora, que está reorganizando os serviços de urgência e emergência do país.
“Queremos criar um novo padrão de qualidade no atendimento dentro do SUS. O Melhor em Casa vai ser implantado gradativamente no país. É o atendimento feito por equipes de qualidade, oferecendo atendimento qualificado e, o melhor, perto do carinho dos seus familiares, com a sensação de segurança que está em casa, sem as pressões psicológicas que sabemos que sentimos dentro de um hospital”, afirmou a Presidenta Dilma Rousseff durante lançamento do Melhor em Casa.
O programa também ajudará a reduzir as filas nos hospitais de emergência, já que a assistência, quando houver a indicação médica, passará a ser feita na própria residência do paciente, desde que haja o consentimento da família. O atendimento será feito por equipes multidisciplinares, formadas prioritariamente por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeuta. Outros profissionais (fonoaudiólogo, nutricionista, odontólogo, psicólogo e farmacêutico) poderão compor as equipes de apoio. Cada equipe poderá atender, em média, 60 pacientes, simultaneamente.
“Começaremos com o cadastramento de 110 equipes de atenção domiciliar em todo país. Os pacientes receberão tratamento no melhor local que podem ser tratados, ou seja, em casa, junto com a família, envolvendo todos para a recuperação da saúde”, afirmou Padilha. “As pessoas devem ser atendidos de forma integral e é esse nosso objetivo com a construção de redes de atendimento.”
Até 2014, serão implantadas em todas as regiões do país 1.000 equipes de Atenção Domiciliar e outras 400 equipes de apoio. O Ministério da Saúde investirá R$ 1 bilhão para custear o atendimento dessas equipes. Os recursos também poderão ser utilizados para a manutenção dos serviços (compra de equipamentos, aquisição de medicamentos e insumos). O Ministério da Saúde vai repassar este ano a estados e municípios R$ 8,6 milhões para a atividade dessas equipes e manutenção dos serviços.

Atendimento – O Melhor em Casa será executado pelo Ministério da Saúde em parceria com estados e municípios, que devem fazer adesão. O programa está articulado com as Redes de Atenção à Saúde (Saúde Mais Perto de Você e Saúde Toda Hora), lançadas pelo governo federal para ampliar a assistência, respectivamente, na Atenção Básica e em casos de urgência e emergência no SUS.
As equipes de atenção domiciliar serão contratadas pelos gestores estaduais e municipais de saúde. Elas deverão estar integradas às centrais de regulação, facilitando a comunicação necessária entre os hospitais,UPAsUnidades Básicas de Saúde (UBS) e a equipe de atenção domiciliar da região onde mora o paciente. O atendimento à população será feito durante toda a semana (de segunda a sexta-feira), 12 horas por dia e, em regime de plantão, nos finais de semana e feriados.
Benefícios – Com o programa, o governo federal vaimelhorar e ampliar a assistência no SUS a pacientes com agravos de saúde, que possam receber atendimento em casa e perto da família.Estudos apontam que o bem estar, carinho e atenção familiar aliados à adequada assistência médica são elementos importantes para a recuperação de doenças. Além disso,pacientes submetidos a cirurgias e que necessitam de recuperação poderão ser atendidos em casa, e terão redução dos riscos de contaminação e infecção.
O Melhor em Casa também representará avanços para a gestão de todo o sistema público de saúde, já que ajudará a desocupar os leitos hospitalares, proporcionando um melhor atendimento e regulação dos serviços de urgência dos hospitais.

SOS Emergências qualifica gestão e atendimento de hospitais


Foto: Luís Oliveira/Ascom-MS
A presidenta da República, Dilma Rousseff, e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, lançaram, nesta terça-feira (8), o S.O.S Emergências, ação estratégica para a qualificação da gestão e do atendimento em grandes hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa integra a Rede Saúde Toda Hora e vai alcançar, até 2014, os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, abrangendo todos os 26 estados e o Distrito Federal. O governo federal – juntamente com estados, municípios e os gestores hospitalares – vai promover o enfrentamento das principais necessidades desses hospitais, qualificar a gestão, ampliar o acesso aos usuários em situações de urgência e garantir atendimento ágil, humanizado e com acolhimento.
A ação tem início em 11 hospitais de grande porte, localizados em nove capitais: Instituto Dr. José Frota (Fortaleza-CE), Hospital da Restauração (Recife-PE), Hospital Estadual Roberto Santos (Salvador- BA), Hospital de Urgências (Goiânia- GO), Hospital de Base (Distrito Federal-DF), Hospital João XXIII (Belo Horizonte -MG), Santa Casa e Hospital Santa Marcelina (São Paulo – SP), Hospital Miguel Couto e Hospital Albert Schweitzer (Rio de Janeiro – RJ) e Grupo Hospitalar Conceição (Porto Alegre – RS). Esses hospitais são referências regionais, possuem mais de 100 leitos, tem pronto-socorro e realizam grande número diário de internações e atendimentos ambulatoriais.
“Reconhecemos que a saúde pública deve, pode e precisa melhorar, e estamos atraindo, pra nós, a responsabilidade de liderar o processo em busca de uma saúde pública de qualidade”, afirmou a presidenta Dilma Rousseff, durante lançamento do Programa. “Estamos criando um novo padrão de qualidade no atendimento das pessoas que procuram nossas emergências, da recepção aos ambulatórios, dos centros cirúrgicos às emergências. Começarmos pelos hospitais que tem mais dificuldades”, disse.
Medidas -Para melhorar o atendimento nos serviços de urgência, serão adotadas medidas como o acolhimento e classificação de risco dos pacientes. Logo ao entrar no hospital, o paciente será acolhido por uma equipe que definirá o seu nível de gravidade e o encaminhará ao atendimento específico de que necessita. Também será organizada a gestão de leitos, fluxo de internação e a implantação de protocolos clínico-assistenciais e administrativos. Serão tomadas, ainda, medidas para proporcionar a adequação da estrutura e do ambiente hospitalar.
“Estamos preparados e prontos para entrar na arena e tomar o touro à unha, para dar melhor atendimento à população que depende do SUS”, disse ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O S.O.S Emergências deverá funcionar articulado com os demais serviços de urgência e emergência que compõem a Rede Saúde Toda Hora, coordenada pelo Ministério da Saúde e executada pelos gestores estaduais e municipais em todo o país. Esses serviços englobam o SAMU 192UPAS 24 horas, Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.
“Sabemos que ofertar o alívio imediato ao sofrimento pode ser decisivo para a vida da pessoa e, por isso, essa é uma ação inovadora. Mapeamos as principais urgências do país, pela importância da rede, atendimento, cobertura da população e o fato de serem decisivos no momento mais crítico de salvar uma vida”, enfatizou o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
Investimentos – Cada um dos 11 hospitais receberá anualmente R$ 3,6 milhões do Ministério da Saúde para custear a ampliação e qualificação da assistência da emergência. O valor para as unidades somará R$ 39,6 milhões, por ano.Também poderão receber individualmente até R$ 3 milhões para aquisição de equipamentos e realização de obras e reformas na área física do pronto-socorro, conforme necessidade e aprovação de proposta encaminhada ao Ministério da Saúde.
A unidade poderá, ainda, apresentar projetos para a criação de novos leitos de retaguarda e a qualificação (aquisição de novos equipamentos, por exemplo) para os leitos já existentes. São considerados leitos de retaguardaas  enfermarias de leitos clínicos, enfermarias de leitos de longa permanência, Unidades de Terapia Intensiva (UTI), Unidades Coronarianas e Unidades de Atenção ao Acidente Vascular Cerebral.
Funcionamento – Cada um dos 11 hospitais terá um Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar instalado, que apoiará e orientará as medidas visando à melhoria da gestão e da qualidade assistencial. Os núcleos atuarão nesses hospitais permanentemente e serão formados pelos coordenadores dos serviços de urgência/emergência, das unidades e central de internação do hospital (incluindo as UTIs) e por um representante do gestor local.
O trabalho dos núcleos será acompanhado pelo Comitê Nacional de Acompanhamento do S.O.S Emergências, formado por representantes dos Hospitais de Excelência, Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS)Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS) e membros do Ministério da Saúde.
O comitê será coordenado pelo Ministério e tem a função de receber e encaminhar solução às questões apontadas pelos núcleos; monitorar, através de sala de situação, os produtos e resultados alcançados nas unidades; e manter os gestores locais informados do andamento das ações nos hospitais
Parceiros – Por meio da estratégia S.O.S Emergências,serão feitas parcerias com o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) e com os seis Hospitais de Excelência no Brasil – Sírio Libanês, Albert Einstein, Hospital do Coração, Samaritano, Alemão Osvaldo Cruz e Moinhos de Vento – para ampliar a qualidade do atendimento realizado. A principal contribuição será por meio do Telessaúde, ferramenta de comunicação a distância que presta teleconsultoria e segunda opinião médica, além discussão de casos com equipe multiprofissional. Todos os 11 hospitais terão pontos do Telessaúde instalados.
Os Hospitais de Excelência também vão contribuir com a capacitação de profissionais e apoio à gestão hospitalar. As universidades e as sociedades de especialidades também serão convidadas para contribuir com o projeto dos hospitais.
Esse post faz parte de #agendams#destaques#programasecampanhas e possui as seguintes tags: Blog da SaúdeCONASEMSConassDilma RousseffGoverno FederalGrupo Hospitalar Conceição (Porto Alegre - RS),Hospital da Restauração (Recife-PE)Hospital de Base (Distrito Federal-DF)Hospital de Urgências (Goiânia- GO),Hospital Estadual Roberto Santos (Salvador- BA)Hospital João XXIII (Belo Horizonte -MG)Hospital Miguel Couto e Hospital Albert Schweitzer (Rio de Janeiro - RJ)Instituto Dr. José Frota (Fortaleza-CE)IntoMelhor em Casa,Ministério da SaúdeRede Saúde Toda HoraS.O.S EmergênciasSAMUSanta Casa e Hospital Santa Marcelina (São Paulo - SP)SUSTelessaúdeUnidades de Atenção ao Acidente Vascular CerebralUPA 24hUTI,vAlexandre Padilha.

Descrição: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/jpg/dengue_portal.jpg
Gabriella Vieira
Analista de Mídias Sociais
Ministério da Saúde
Gabinete do Ministro
Ascom/Redes Sociais
saude.gov.br/redessociais


Pernas robóticas podem andar 15 quilômetros por elas mesmas


Imagem das pernas robo posicionadas em uma esteira elétrica.09/11/2011
Sem controle ou baterias. Japoneses do Instituto de Tecnologia de Nagoya desenvolveram pernas robóticas capazes de andar por elas mesmas, a partir de sua própria inércia, sem precisar de nenhuma energia exterior. Tudo o que é necessário é uma ligeira descida e um empurrãzinho para elas começarem a caminhar.

As coxas, pernas e pés da máquina são proporcionais em peso e comprimento, permitindo uma marcha como a dos humanos, sem a necessidade de qualquer outra fonte de energia além da energia potencial de um declive. O design das pernas de vida própria é muito semelhante às próteses mecânicas que as pessoas usam para locomoção.

As pernas são tão eficientes que durante um teste no ano passado deram mais de 100 mil passos – o equivalente a 15 quilômetros – em 13 horas. Os pesquisadores esperam que em um ou dois anos essas pernas robóticas integrem projetos de equipamentos esportivos ou de dispositivos que ajudem pessoas com deficiência a caminhar.

Além de tudo, com pernas como essas, vai ficar mais fácil transportar as coisas de um lugar para outro quando você quiser ficar sentado no sofá. [Gizmodo]


Fonte: Hype Science



Atleta paraolímpico Clodoaldo Silva participa de seminário do Senac-RS sobre inclusão


Clodoaldo Silva. Foto: Divulgação.10/11/2011
Um exemplo de luta e superação. Clodoaldo Silva, recordista mundial em seis modalidades de natação paraolímpica, estará em Porto Alegre no dia 30 de novembro, para participar do II Encontro de Ações Inclusivas, promovido pelo Senac-RS. O evento tem como proposta promover a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. As palestras serão realizadas na OAB/RS (Rua Washington Luiz, 1110 – Centro – Porto Alegre), a partir das 9h.

O atleta contará a sua história de vida, ensinando como criar e aproveitar oportunidades de crescimento mesmo nos momentos mais difíceis. Ele também abordará a importância da inclusão dos deficientes no mercado de trabalho: “Para que as pessoas possam ver hoje o Clodoaldo campeão, alguém me deu uma oportunidade antes. Agora eu não sou só um atleta vencedor, mas também venci a batalha da vida. É na busca pela conquista pessoal que todos os portadores de deficiência devem acreditar.”

Criado em uma família humilde o atleta teve paralisia cerebral por falta de oxigênio durante o parto, o que afetou os movimentos das pernas e lhe trouxe uma pequena falta de coordenação motora. Entretanto, nenhum desses obstáculos foram empecilhos para ele conquistar todos os seus objetivos e construir uma carreira de sucesso.

O II Encontro de Ações Inclusivas é gratuito e aberto ao público. Para participar, basta se inscrever no site http://portal.senacrs.com.br/site/eventos_eai_inscricao.asp

Confira a programação completa:

9h – Abertura com Ana Costa (SRTE-RS)
10h às 11h – Palestra: Clodoaldo Silva - Campeão Paraolímpico.
11h às 12h – Talk show: Relato de experiências – dois funcionários do Senac-RS, Julio Pinheiro e Eduardo Curzio.

14h às 15h – Oficinas:
Recrutamento e Seleção de PCDs
Montando Projeto de Inclusão
Libras

15h às 16h – Apresentação do Case Zaffari
16h às 16h30 – Apresentação Teatral de encerramento

Atividade paralela: Laboratório dos Sentidos


Fonte: Portal Senac RS



Câmara Municipal de Porto Alegre homenageia Waldin de Lima


O homenageado Waldin de Lima declamando um de seus poemas no Palácio  Piratini. FOTO: PALÁCIO PIRATINI10/11/2011
Professor e funcionário da FADERS, Waldin de Lima, foi homenageado pela Câmara Municipal de Porto Alegre, na tarde desta terça-feira, no espaço destinado a Câmara Municipal dos Vereadores de Porto Alegre, na 57ª. edição da Feira do Livro.

Solenidade, que ocorreu por iniciativa do Vereador Engenheiro Comassetto, onde Waldin foi entrevistado e homenageado pelo seu serviço prestado a cena cultural porto-alegrense. Com o seu gosto disperto para a literatura, Waldin publicou seu primeiro livro de poemas, ainda no ano de 1989, Gota de Orvalho. Anos mais tarde, em 2001, publica seu segundo livro, Luzes do Arrebol (A Saga do Homem em Busca de Si Mesmo), romance que trata da problemática da cegueira na sociedade. Por ultimo, em 2009, a poesia retorna a obra de Waldin, com a obra Canção das Flores.

Além da homenagem a Waldin de Lima, a Câmara irá desenvolver diversas programações, em seu espaço na feira do livro, como debates, encontros, apresentação de trabalhos (exposição de fotos, declamação de poesias) e apresentará diversos projetos relacionados às ações desenvolvidas pela Casa, relacionados à cultura. Também haverá várias sessões de autógrafos com autores convidados pelos vereadores. É a primeira vez em sua historia, que a Câmara Municipal participa com um estande próprio na Feira do Livro.


Fonte: ACOM FADERS



paulo rogerio berrutti cadaval

Foto do perfil de paulo rogerio berrutti cadaval
Blogueiro,
Ouça o discurso da presidenta Dilma Rousseff e veja também, o recado do ministro sobre o lançamento dos programas SOS Emergências e Melhor em Casa:

Atenciosamente,


Gabriella Vieira
Analista de Mídias Sociais
Ministério da Saúde
Gabinete do Ministro
Ascom/Redes Sociais

Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no Twitter  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no FaceBook  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no YouTube  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no Orkut  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Ministério no Form Spring  Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Web Rádio Saúde

Meus amigos, como oncologista digo que ninguém está desejando mal ao Lula ou aos pacientes sofredores de câncer, mas sabemos que quando um governante passa na pele o que um paciente passa para ter o direito a um tratamento digno e justo, ou mesmo morre na fila esperando um medicamento, uma cirurgia ou simplesmente pela ineficiência do sistema, temos que nos revoltar!!!
Porque todos não tem o... direito de ter um diagnóstico no sábado e iniciar o tratamento na segunda, me digam um paciente que conseguiu essa presteza, ou que tratou linfoma com a droga de ponta que a Dilma usou, ou vai fazer infusão contínua com cateter e bomba de infusão de uso domiciliar???
Por que não nos exasperarmos por nem todos terem os mesmos direitos???
Somos diferentes porque não temos convênios, ou mesmo cargos importantes???
E a Constituição Federal não diz que temos todos os direitos e somos iguais???
Temos sim que aproveitar essa situação e mostrar que há diferenças nos tratamentos e lutar pelos direitos dos mais fracos. Não é justo que um paciente espere 30-40 dias para ter um diagnóstico patológico, ou aguarde na fila de cirurgias, simplesmente porque não há mais médicos se submetendo aos salários de fome que o SUS paga!
Pagar de 10 - 17 reais de honorários de quimioterapia por paciente/mês é simplesmente um achaque!
Pagar 1.200 reais por Mês para médicos da rede pública por 20 horas de trabalho, e fazê-los atender 18 pacientes ou mais em 04 horas é um abuso!
Eu quero sim que ele se cure e tenha um excelente tratamento, que com certeza já está tendo, mas e o paciente que atendi hoje que não teve a mesma sorte
e está morrendo no hospital com menos de 30 anos...
E as mulheres com câncer de mama que não conseguem usar o tratamento mais moderno?
E a fila da reconstrução mamária das mulheres mastectomizadas?
E as filas imensas da radioterapia, que só não são maiores pela abnegação de radioterapeutas que tratam os pacientes SUS em suas clínicas privadas,
muitas vezes arcando com os custos do tratamento para verem seus pacientes melhor atendidos?

Temos sim que falar, temos que mostrar à população que não é assim que ocorre no dia a dia de pacientes oncológicos, que ficam sentados dentro de ambulâncias o dia todo aguardando para voltarem para suas casas após terem feito seus tratamentos ou seus exames cedo pela manhã, aguardando aqueles que fazem exames e tratamentos á tarde.

Se vocês não sabem o câncer é uma doença que mais mata somente vindo atrás das doenças coronarianas.
Quase um problema de saúde pública!
E seus custos são altos sim, mas não justificam que para custeá-los temos que sacrificar pacientes que teriam chances reais de cura, que hoje mesmo a deonça se encontrando em estágios avançados chegam aos índices de 50 %.

Sinto muito se o Lula está passando por isso, mas com certeza não está lutando para ter seu medicamento e passando por um grave estresse para ver quando vai começar ou quando vão lhe chamar para iniciar seu tratamento!

Queria que todos os pacientes oncológicos tivesem o direito ao tratamento de ponta oferecido no Sírio ou no Einstein!! 
Somente nós médicos sabemos o dilema ético ao dizer ao paciente que terá que fazer um tratamento, mas que talvez não tenha acesso no sistema, por exemplo a hormonioterapia extendida para câncer de mama após uso de Tamoxifeno, não é disponibilizada ao pacientes do SUS, porque não tem código para esse tratamento, haja visto que a tabela está desatualizada.

O SUS diz que paga tudo, as tabelas realmente não dizem qual tratamento o médico deve fazer, o médico pode prescreve o que quiser, entretanto,
o valor pago pelo código da doença é ínfimo e não cobre os novos tratamentos, quem paga a conta???
Os hospitais filantrópicos???  Os hospitais públicos já tão sucateados...
Ou deixamos assim, e não nos indignamos, afinal eu não tenho nada a ver com isso, na minha família niguém tem câncer, e eu tenho convênio de saúde, para que vou me preocupar????

Quando a água bater naquele lugar, quero ver....Sorry pelo desabafo!
Mas é irritante escutar tanta coisa de quem não tem a mínima noção do que seja a saúde nesse país,
e isso que em Blumenau e no Sul, vivemos num paraíso, comparado com o resto do país!

Dra. Liziane AnzaneloOncologista - Blumenau - SC

Clinica Oncologica Lisiane

Rua Marechal Floriano Peixoto, 350 - Salas 1201 1202
Centro - Blumenau (Santa Catarina)
CEP: 89010-500
Telefone(s): Ver telefone
Especialidades atendidas neste endereço:
  • Cancerologia

PRIMEIRA VACINA

PRIMEIRA VACINA

FOTOS

FOTOS
NEUROMUSCULAR EM SÃO PAULO

Postagens populares

HIDROTERAPIA

HIDROTERAPIA