RELÓGIO

PARTICIPE SENDO UM SEGUIDOR DO BLOG

www.stepaway-polio.com

Google+

MAPA MUNDI

free counters

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

ทรูมูฟ เอช " การให้ คือการสื่อสารที่ดีที่สุด " TrueMove H : Giving

VOCÊ TRATANDO BEM O PRÓXIMO HOJE , AMANHÃ SERÁ VOCÊ BEM TRATADO.

10:58
AVAPED cumprindo seu papel na defesa da Pessoa com Deficiência, fará uma manifestação na Praça Joaquim José dia 21/09/2013 das 10 às 14 horas, distribuindo material de conscientização sobre a problemática do seguimento.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=477847115583258&set=a.368449039856400.91094.100000739205404&type=1

Avaped Associação de Pcd
vai ter sessão de filme no cinema 14:00h e 16:00 gratuitamente para quem chega mais cedo e pega o ingresso na praça Joaquim José

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Previdência Social

COMBATE ÀS FRAUDES: Força-tarefa deflagra Operação Falso Chico na Paraíba
Ação desarticulou quadrilha que falsificava documentos para concessão de benefícios
11/09/2013 - 14:48:00


Da Redação (Brasília) - A Força Tarefa Previdenciária, composta pela Polícia Federal, Ministério da Previdência Social e MPF, deflagrou a Operação Falso Chico, nesta quarta-feira(11), na Paraíba. A ação desarticulou uma quadrilha que atuava na concessão de benefícios previdenciários a partir da inserção de dados de documentos falsos nos sistemas do INSS. Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão nas cidades de João Pessoa e Campina Grande.

As investigações iniciaram-se em meados de 2012. Foi verificado que o principal integrante da quadrilha e mentor intelectual das fraudes reside em João Pessoa, mas possui em Campina Grande o seu principal colaborador. Este último era responsável por cooptar pessoas para se apresentassem ao INSS portando os documentos falsos confeccionados pelo grupo.

Também foi identificado que o outro integrante desta quadrilha era um servidor do Estado da Paraíba, responsável pela coleta e preenchimento de fichas de identificação civil, permitindo a falsificação de Carteiras de Identidade. De posse destes RG's falsos, a quadrilha consegue os demais documentos necessários para a obtenção fraudulenta dos benefícios previdenciários.

Até o  momento foram identificados 30 benefícios fraudados pela quadrilha ao longo dos últimos 4 anos, que causaram um prejuízo total de R$ 725.250,00 aos cofres públicos.

O nome da Operação é  Falso Chico em razão de a maioria dos nomes falsos utilizados pelo grupo terem como prenome Francisco, a exemplo de Francisco Eudes, Francisco Fidelis, Francisco Oliveira, entre outros Chicos.
Previdência Social

ATENDIMENTO: INSS torna público acordo com Ministério Público Federal no Maranhão sobre perícia médica
Decisão tem como meta reduzir tempo médio para atendimento
23/08/2013 - 17:45:00


Em cumprimento à decisão proferida nos autos da ACP n°. 819-67.2013.4.01.3701, o INSS vem a público divulgar o acordo homologado entre a Autarquia e o Ministério Público Federal:

1- Alcançar um TMEA - PM (Tempo médio de Espera de Atendimento de Perícia Médica) de 45 (quarenta e cinco) dias, em 120 dias a partir de 15/06/2013, realizando-se ponto de controle para apresentação dos resultados ao Ministério Público Federal.

2 - Da data do ponto de controle serão contados mais 120 (cento e vinte) dias, após os quais o INSS deverá apresentar um resultado de TMEA-PM de 30 (trinta) dias. Neste mesmo prazo, alcançada a média nacional atual (vinte e dois de espera), a presente Ação será extinta.

3 - Caso não ocorra a extinção da Ação haverá novo ponto de controle, para definição de eventual prazo para o alcance do prazo fixado anteriormente (vinte e dois dias) ou o TMEA-PM do momento, se este for menor.

4- Para o alcance das finalidades dispostas nos itens anteriores deverá o INSS realizar todas as medidas administrativas necessárias.

5 - Neste ínterim, fica sobrestada a Decisão Liminar deferida nos presentes autos, incluindo-se eventuais prazos recursais."

Leia aqui a decisão: Íntegra do Acordo com o MPF  

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos

Professor cobra atenção do MEC a pessoas surdas

16/09/2013
Em debate nesta manhã na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), o professor da Universidade de Brasília (UnB) Messias Ramos Costa cobrou do Ministério da Educação (MEC) o atendimento a propostas apresentadas pelas pessoas surdas. Uma das reivindicações, disse, é a criação de escolas onde a linguagem de sinais seja a primeira língua na sala de aula e o português, a segunda.

Conforme explicou, a aprendizagem de pessoas surdas fica prejudicada quando as aulas são ministradas em português e isso vai refletir negativamente em toda a formação dessas pessoas. Costa também disse que as vagas para deficientes em concursos públicos não atendem aos surdos devido ao fato de as provas nessas seleções serem em português, ao invés de possibilitar avaliações em linguagem de sinais.

O professor, que é surdo, disse que a porcentagem de vagas nos órgãos públicos para pessoas com deficiência é muito pequena e ainda menos acessíveis para as pessoas surdas.

Messias Ramos Costa – que se comunicou na audiência por meio da linguagem de sinais, com tradução simultânea – apontou desprezo do MEC em relação à luta dos surdos e afirmou que secretarias daquele ministério tem desconsiderado sugestões desse segmento da população. Ele relatou ainda as dificuldades daqueles que enfrentam preconceito da sociedade.

No debate, Antônio José Ferreira, secretário Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, destacou avanços no atendimento a pessoas com deficiência, mas reconheceu que ainda há muito a ser feito.

– Muito mais que uma questão de governo, é uma questão de cultura – disse, ao destacar desrespeitos frequentes sofridos pelas pessoas com deficiência. Para Ferreira, ao lado de políticas públicas, a sociedade precisa reconhecer surdos, cegos, deficientes físicos e pessoas com outras deficiências como cidadãos plenos.

O debate está sendo presidido pelo senador Paulo Paim (PT-RS) e é aberto à participação por meio do Portal e-Cidadania e do Alô Senado - 0800 61 22 11.

Fonte: Agência Senado

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos

Fundação Dorina conhece trabalho da Faders

16/09/2013
A Faders recebeu na última terça-feira, dia 10, Mariana Orrico, dos serviços de apoio à inclusão, da Fundação Dorina Nowill para Cegos, que veio conhecer o trabalho desenvolvido pela Faders. Desde junho, a entidade sediada em São Paulo realiza em dez capitais brasileiras o curso de leitura inclusiva. Porto Alegre e Florianópolis foram as cidades escolhidas na região Sul. A oficina de capacitação é direcionada a bibliotecários, educadores e profissionais da leitura. A meta é desmistificar os conceitos em relação à deficiência visual.

“A nossa proposta é conhecer o cenário de cada local visitado para disseminar a necessidade da inclusão das pessoas com deficiência visual. Queremos que as entidades e a comunidade façam mais”, frisou Mariana. Segundo ela, a Fundação Dorina tem o objetivo de trazer informações através das publicações e atividades. No próximo ano, lançará a coleção Regionalis para a promoção de rodas de leitura.
 
Mariana foi recebida pela assessora técnica Marilu Mourão Pereira e pela coordenadora do Portal de Acessibilidade, Eliane Caldas. Marilu contou um pouco da história da Faders e apresentou as atividades desenvolvidas pela instituição, como capacitação, acolhimento e atendimento direcionado nas unidades da Fundação. Eliane falou sobre o primeiro portal público totalmente acessível e destacou a importância do acesso das pessoas com deficiência visual a notícias e diversos materiais informativos.
 
A Fundação Dorina se dedica há 66 anos à inclusão social das pessoas cegas e com baixa visão através da produção e distribuição gratuita de livros Braille, falados e digitais acessíveis. Também oferece programas de serviços especializados nas áreas de educação especial, reabilitação, clínica de visão subnormal e empregabilidade.
 
Texto: Comunicação

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos

Vista Alegre adere ao RS sem Limite


Imagem de Rogério Rohde, à esquerda, e Almar Antonio Zanatta, à direita, sentados à mesa, no gabinete da presidência, assinando documento de adesão ao RS sem Limite.16/09/2013
A Faders recebeu nesta sexta-feira o prefeito de Vista Alegre, Almar Antonio Zanatta, para a adesão ao RS sem Limite. O gestor foi recebido pelo diretor administrativo da Fundação, Rogério Rohde, que representou a diretora-presidente, Marli Conzatti, que estava em Brasília-DF. Vista Alegre possui mais de 2.800 habitantes e 21,96% da população possuem algum tipo de deficiência, o que ultrapassa o número de 600 pessoas.
Rohde destacou a necessidade de convencer e mobilizar os gestores públicos para garantir a autonomia das pessoas com deficiência e seu acesso ao trabalho, à saúde e educação, entre tantos outros direitos como cidadãos. “A deficiência não retira a capacidade das pessoas de executarem funções e desenvolverem atividades profissionais”, ressaltou. “E essa consciência é o que a Faders busca difundir em todos os setores da nossa sociedade. Queremos provocar os municípios para que reconheçam a importância deste comprometimento e de buscar iniciativas neste sentido”, complementou.
A assinatura ao Plano Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência ocorreu no gabinete da presidência, acompanhada pela coordenadora de Relações Institucionais da Faders, Neuza Marques de Souza, que apontou a necessidade da criação de um comitê gestor para dar sustentação à implantação do plano. “O grupo é importante para auxiliar a administração na elaboração e execução dos projetos que serão aplicados na cidade”, enfatizou.
O prefeito de Vista Alegre salientou que o RS sem Limite irá assegurar a inclusão das pessoas com deficiência no município. “Temos obrigação de garantir os direitos das pessoas com deficiência. Estabelecendo essa parceria com a Faders toda a comunidade ganha”, frisou.
Texto: Comunicação
Foto: Rosangela Groff 

Logotipo da FADERSBrasão da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos

Pessoas com deficiência e mercado de trabalho

17/09/2013
O Brasil conta, há duas décadas, com uma lei que obriga empresas com mais de 100 empregados a contratar pelo menos 2% de pessoas com deficiência. Mas apenas 8% das empresas seguem a legislação. “Pessoas com deficiência e mercado de trabalho” são o tema da Reportagem Especial desta semana. Em três capítulos, você vai conhecer as dificuldades de quem tem deficiência e os projetos em tramitação na Câmara sobre o assunto. Confira agora, com Noéli Nobre.

O Brasil tem mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Desse total, quase 13 milhões possuem pelo menos um tipo de deficiência severa, segundo o Censo de 2010 do IBGE. O número, porém, não se reflete no mercado de trabalho. Aproximadamente, 325 mil ou menos de 1% dos mais de 44 milhões de trabalhadores com vínculos empregatícios são deficientes.

Quem tem deficiência e trabalha diz que não é fácil conquistar um posto e se manter nele. No caso de quem utiliza cadeiras de rodas, as dificuldades começam ao sair de casa, como atesta a médica e professora Izabel Maior.

“Tenho dificuldade de sair de casa. Na minha própria rua, as calçadas não me querem. Elas preferem as árvores e as caçambas de lixo. Ou preferem qualquer outro obstáculo. Até os cachorrinhos passam pela calçada, mas eu não.”

E não são apenas esses os obstáculos na rotina de Izabel:

“Eu tenho que pensar muito aonde eu vou, antes. Eu preciso saber se o banheiro é acessível. Eu preciso saber quanto tempo eu vou demorar. Se eu vou ter que chamar um carro. Se eu estou com cadeira motorizada, eu tenho que chamar um táxi especial com muita antecedência.”

As dificuldades estão por todo lado, inclusive nas empresas, que na maioria dos casos não estão preparadas para receber a pessoa com deficiência. Um cego, por exemplo, sofre com a falta de programas de computadores específicos. Já o surdo precisa da ajuda de um intérprete da língua brasileira de sinais ou de legendas.

A realidade só não é mais complicada, na visão de Izabel Maior, porque o brasileiro conta hoje com leis que garantem o acesso da pessoa com deficiência a uma atividade laboral. Conforme a legislação atual, as empresas que têm pelo menos 100 empregados devem reservar de 2% a 5% das vagas para pessoas com deficiência.

Na opinião da deputada Erika Kokay, do PT do Distrito Federal, a lei é importante porque a inclusão no mercado de trabalho é fator para a construção da dignidade.

“O trabalho é muito estruturante. Tem um escritor que ele diz, de forma muito apropriada, que são poucas as coisas tão permanentes nas nossas vidas. Ano após ano, dia após dia, década após década, nós trabalhamos.”

Para o desembargador Ricardo Tadeu, a lei que prevê cotas para pessoas com deficiência nas empresas com mais de 100 funcionários é apenas o começo da inclusão. Isso porque as vagas ofertadas ainda estão longe do ideal.

“O Brasil conta hoje com 320 mil trabalhadores com deficiência, o que o destaca no cenário internacional. Todavia, esse é o começo apenas porque as vagas que têm sido ofertadas são vagas de baixa remuneração, que acabam por desestimular as pessoas com deficiência a buscar o mercado de trabalho. E as empresas ainda relutam muito em cumprir a cota.”

Na visão de Ricardo Tadeu e da deputada Erika Kokay, o Brasil está no caminho certo. Falta agora cumprir a lei, o que depende de uma série de medidas, inclusive da própria vontade das pessoas com deficiência.

Amanhã, na série especial sobre “Pessoas com deficiência e mercado de trabalho”: os entraves que impedem o pleno cumprimento da lei que garante vagas para pessoas com deficiência nas empresas brasileiras.

De Brasília, Noéli Nobre

Fonte: ReportagemEspecial - Câmara dos Deputados
cursos CiteMed

CiteMed - Centro Integrado de Treinamento em Emergência

Vamos reconstruir a ABRASPP.

Enviado por: "Elisabete" earaki@gmail.com   betearaki

Seg, 16 de Set de 2013 11:15 pm



São Paulo, 16 de Setembro de 2013.
Amigos,
Todos nós que, de alguma forma, estamos envolvidos com a poliomielite e a síndrome pós-pólio temos acompanhado o desenvolvimento da Abraspp, que surgiu como uma entidade de apoio para os pacientes, seus familiares e profissionais da área. Contudo, objetivamente, a Abraspp vinha deixando de cumprir o papel ao qual se propôs.
Portanto, nos parece que chegou o momento de refundar a Abraspp, começar de novo e tentar estruturar uma associação que possa efetivamente prestar serviços para os seus associados e a comunidade em geral, por meios próprios ou de parcerias com instituições afins.
Para tanto, estamos convidando todos os interessados a participar de uma reunião geral tendo em vista a fundação de uma nova associação que deverá dar continuidade às atividades e propostas originais da Abraspp e assim não deixar a nossa luta morrer.
A reunião ocorrerá no Plenário Tiradentes da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, localizado no 1º andar do Palácio Nove de Julho, na Av. Pedro Álvares Cabral n. 201 no Parque Ibirapuera em São Paulo.
A reunião está marcada para o dia 19 de Outubro de 2013, no horário das 13:00 às 18:00.
Os participantes da reunião poderão usar o estacionamento da Assembleia Legislativa, cujo acesso se dá pela rua Sargento Mário Kozell Filho, s/n.
Contamos com a presença de todos para podermos reconstruir uma entidade representativa, participativa e combativa.
Um abraço
Antonio Cláudio Vituriano
Izabel Maria Cirella
Elisabete Araki
Gerda Hungstmann

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

         UTILIDADE   PÚBLICA.                                            
 
 
        Os 10 piores alimentos
         para sua saúde.

10º lugar: Sorvete
Apesar de existirem versões mais saudáveis que os tradicionais sorvetes industrializados, a nutricionista adverte que esse alimento geralmente possui altos níveis de açúcar e gorduras trans, além de corantes e saborizantes artificiais, muitos dos quais possuem neurotoxinas ? substâncias químicas que podem causar danos no cérebro e no sistema nervoso.
9º lugar: Salgadinho de milho.
De acordo com Michelle, desde o surgimento dos alimentos transgênicos a maior parte do milho que comemos é um ?Frankenfood?, ou ?comida Frankenstein?. Ela aponta que esse alimento por causar flutuação dos níveis de açúcar no sangue, levando a mudanças no humor, ganho de peso, irritabilidade, entre outros sintomas. Além disso, a maior parte desses salgadinhos é frita em óleo, que vira ranço e está ligado a processos inflamatórios.
8º lugar: Pizza.
Michelle destaca que nem todas as pizzas são ruins para a saúde, mas a maioria das que são vendidas congeladas em supermercados está cheia de condicionadores de massa artificiais e conservantes. Feitas farinha branca, essas pizzas são absorvidas pelo organismo e transformadas em açúcar puro, causando aumento de peso e desequilíbrio dos níveis de glicose no sangue.
7º lugar: Batata frita.
Batatas fritas contêm não apenas gorduras trans, que já foram relacionadas a uma longa lista de doenças, como também uma das mais potentes substâncias cancerígenas presentes em alimentos: a acrilamida, que é formada quando batatas brancas são aquecidas em altas temperaturas. Além disso, a maioria dos óleos utilizados para fritar as batatas se torna rançosa na presença do oxigênio ou em altas temperaturas, gerando alimentos que podem causar inflamações no corpo e agravar problemas cardíacos, câncer e artrite.
6º lugar: Salgadinhos de batata.
Além de causarem todos os danos das batatas fritas comuns e não trazerem nenhum benefício nutricional, esses salgadinhos contêm níveis mais altos de acrilamida, que também é cancerígena.
5º lugar: Bacon.
Segundo a nutricionista, o consumo diário de carnes processadas, como bacon, pode aumentar o risco de doenças cardíacas em 42% e de diabetes em 19%. Um estudo da Universidade de Columbia descobriu ainda que comer 14 porções de bacon por mês pode danificar a função pulmonar e aumentar o risco de doenças ligadas ao órgão.
4º lugar: Cachorro-quente.
Michelle cita um estudo da Universidade do Havaí, que mostrou que o consumo de cachorros-quentes e outras carnes processadas pode aumentar o risco de câncer de pâncreas em 67%. Um ingrediente encontrado tanto no cachorro-quente quanto no bacon é o nitrito de sódio, uma substância cancerígena relacionada a doenças como leucemia em crianças e tumores cerebrais em bebes. Outros estudos apontam que a substância pode desencadear câncer colorretal.
3º lugar: Donuts (Rosquinhas).
Entre 35% e 40% da composição dos donuts é de gorduras trans, ?o pior tipo de gordura que você pode ingerir?, alerta a nutricionista. Essa substância está relacionada a doenças cardíacas e cerebrais, além de câncer. Para completar, esses alimentos são repletos de açúcar, condicionadores de massa artificiais e aditivos alimentares, e contém, em média, 300 calorias cada.
2º lugar: Refrigerante.
Michelle conta que, de acordo com uma pesquisa do Dr. Joseph Mercola, ?uma lata de refrigerante possui em média 10 colheres de chá de açúcar, 150 calorias, entre 30 e 55 mg de cafeína, além de estar repleta de corantes artificiais e sulfitos?. ?Somente isso já deveria fazer você repensar seu consumo de refrigerantes?, diz a nutricionista.
Além disso, essa bebida é extremamente ácida, sendo necessários 30 copos de água para neutralizar essa acidez, que pode ser muito perigosa para os rins. Para completar, ela informa que os ossos funcionam como uma reserva de minerais, como o cálcio, que são despejados no sangue para ajudar a neutralizar a acidez causada pelo refrigerante, enfraquecendo os ossos e podendo levar a doenças como osteoporose, obesidade, cáries e doenças cardíacas.
1º lugar: Refrigerante Diet.
Refrigerante Diet é a minha escolha para o Pior Alimento de Todos os Tempos?, diz Michelle. Segundo a nutricionista, além de possuir todos os problemas dos refrigerantes tradicionais, as versões diet contêm aspartame, que agora é chamado de AminoSweet. De acordo com uma pesquisa de Lynne Melcombe, essa substância está relacionada a uma lista de doenças, como ataques de ansiedade, compulsão alimentar e por açúcar, defeitos de nascimento, cegueira, tumores cerebrais, dor torácica, depressão, tonturas, epilepsia, fadiga, dores de cabeça e enxaquecas, perda auditiva, palpitações cardíacas, hiperatividade, insônia, dor nas articulações, dificuldade de aprendizagem, TPM, cãibras musculares, problemas reprodutivos e até mesmo a morte.
?Os efeitos do aspartame podem ser confundidos com a doença de Alzheimer, síndrome de fadiga crônica, epilepsia, vírus de Epstein-Barr, doença de Huntington, hipotireoidismo, doença de Lou Gehrig, síndrome de Lyme, doença de Ménière, esclerose múltipla, e pós-pólio. É por isso que eu dou ao Refrigerante 
Diet o prêmio de Pior Alimento de Todos os Tempos?, conclui.
 

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Pacientes com síndrome pós-pólio reclamam de falha do INSS no pagamento de benefícios

Peritos do INSS se reuniram hoje para tentar esclarecer uma falha no sistema de cobertura que vem prejudicando beneficiários. O motivo é a falta de informação sobre a síndrome pós-polio. Apesar de a poliomielite ser erradicada no Brasil, a síndrome pós-pólio são efeitos tardios da paralisia infantil. Se ela não for tratada pode até levar a morte. A palestra foi uma iniciativa do Centro de Reabilitação do Paraná para dialogar com os peritos sobre os sintomas, conseqüências e direitos previdenciários de quem sofre da doença. Há um ano o paciente Emerson Muriel Spaler foi até a Previdência Social pedir o auxílio doença para o tratamento que faz até hoje. Periodicamente o órgão exige que os beneficiários passem por perícias para verificar a necessidade da assistência. Ele conta que mesmo sendo a terceira vez que realizava o procedimento o perito não autorizou o benefício.
Sem o auxílio, os pacientes têm que arcar com os custos da doença. Além de ter o benefício negado, o funcionário chegou a chamar a polícia ao ver a indignação do contribuinte.
Os principais sintomas que identificam a síndrome são a fadiga muscular, dores articulares e paralisia aguda. A psicóloga do Centro de Reabilitação do Paraná Vera Lucia Barbosa afirma que a maioria dos pacientes que desenvolvem a doença tiveram poliomielite na infância.
A reportagem da Band News entrou em contato com a Previdência Social para saber o que houve nos casos em que o benefício foi negado ou cancelado, mas por enquanto não recebeu retorno.

domingo, 8 de setembro de 2013



Cronograma de Pagamento das Diferenças - Revisão do art. 29, inciso II da Lei nº 8.213/1991

Cronograma de Pagamento - Revisão art. 29, inciso II da Lei nº 8.213/1991
Competência de Pagamento
Situação do Benefício em 17.04.2012
Faixa Etária
Faixa Atrasados
03/2013
Ativo
A partir de 60 anos
Todas as faixas
05/2014
Ativo
De 46 a 59 anos
Até R$ 6.000,00
05/2015
Ativo
De 46 a 59 anos
De R$ 6.000,01 até R$ 19.000,00
05/2016
Ativo
De 46 a 59 anos
Acima de R$ 19.000,00
Ativo
Até 45 anos
Até R$ 6.000,00
05/2017
Ativo
Até 45 anos
De R$ 6.000,01 a R$ 15.000,00
05/2018
Ativo
Até 45 anos
Acima de R$ 15.000,00
05/2019
Cessado ou Suspenso
A partir de 60 anos
Todas as faixas
05/2020
Cessado ou Suspenso
De 46 a 59 anos
Todas as faixas
05/2021
Cessado ou Suspenso
Até 45 anos
Até R$ 6.000,00
05/2022
Cessado ou Suspenso
Até 45 anos
Acima de R$ 6.000,00

sábado, 7 de setembro de 2013

Meu cunhado estava com mais de 350 de glicose e não baixava por nada e com uma ferida aberta que nada fazia fechar, foi quando ele parou na feira e conversando com a feirante sobre a diabéte dele que ele estava quase parando com todos os remédios, ela imediatamente falou nesta BATATA YACON, ele não ligou muito e ela perguntou se podia comprar porque esta bata não é vendida em qualquer lugar, ele falou que ela podia encomendar. Neste sábado ela trouxe a batata e ele imediatamente comeu 3 pedaços, no dia seguinte a glicose havia baixado para 190 e na segunda-feira a glicose foi para 97, e agora meu cunhado ensina para todos e tirou várias copias e distribui. Meus querido amigos, quem tiver com este problema pode experimentar que é bom e quem fizer e surtir efeito me fale viu? Preciso saber, pois me sinto feliz sabendo que deu certo. ____________________________ Quero desejar a todos meus queridos amigos um Bom Dia na Paz de Jesus!! Beijos em cada coração!!!! _______________________ _BATATA YACON: INSULINA NATURAL PARA DIABÉTICOS_
Apelidada popularmente de “insulina natural”, a batata yacon ganhou destaque depois que pesquisadores da Universidade de Fukushima, no Japão, encontraram nela uma substância semelhante à insulina, capaz de reduzir as taxas de glicose no sangue. Esses estudos concluíram que o tubérculo, originário dos Andes, pode contribuir no tratamento de diabetes. O efeito benéfico decorre de uma interessante combinação de nutrientes. O carboidrato presente ali, a inulina, é um tipo de açúcar de baixa caloria, que não promove picos de glicemia, embora garanta o aporte de energia necessário às atividades diárias. Além disso, fornece fibras alimentares, que estimulam a flora bacteriana intestinal — por isso ela também é indicada em casos de prisão de ventre e colesterol elevado. E ainda traz porções de potássio, um mineral que auxilia no controle da pressão arterial. _Alimento poderoso_ Já ouviu falar em amido resistente? O nome é dado ao amido que resiste às enzimas digestivas. Ele estimula a atividade intestinal e desacelera o esvaziamento gástrico. Devido a estas características, reduz a quantidade de insulina em circulação e contribui para maior sensação de saciedade. Pesquisas revelam que o amido resistente pode colaborar na prevenção e tratamento do diabetes tipo 2. Suas fontes são tubérculos como batata e mandioca, leguminosas como feijão e grão-de- bico, além de cereais integrais. A batata yacon não fornece amido, mas outro componente que não fica nada a dever, a inulina. Por chegar íntegra ao intestino grosso, ela também evita as perigosas altas nas taxas de açúcar. _Como consumir_ Para se obter os melhores resultados, a batata yacon deve ser consumida crua como uma fruta, não frita ou cozida. Com aparência de batata-doce, ela tem a textura porosa e o sabor semelhante ao da pera. Coma de três a quatro fatias por dia. Ou faça um chá com suas folhas e tome duas vezes ao dia. Bom Dia meus queridos amigos do Face!!!! Meu cunhado estava com mais de 350 de glicose e não baixava por nada e com uma ferida aberta que nada fazia fechar, foi quando ele parou na feira e conversando com a feirante sobre a diabéte dele que ele estava quase parando com todos os remédios, ela imediatamente falou nesta BATATA YACON, ele não ligou muito e ela perguntou se podia comprar porque esta bata não é vendida em qualquer lugar, ele falou que ela podia encomendar. Neste sábado ela trouxe a batata e ele imediatamente comeu 3 pedaços, no dia seguinte a glicose havia baixado para 190 e na segunda-feira a glicose foi para 97, e agora meu cunhado ensina para todos e tirou várias copias e distribui. Meus querido amigos, quem tiver com este problema pode experimentar que é bom e quem fizer e surtir efeito me fale viu? Preciso saber, pois me sinto feliz sabendo que deu certo. ____________________________ Quero desejar a todos meus queridos amigos um Bom Dia na Paz de Jesus!! Beijos em cada coração!!!! _______________________ _BATATA YACON: INSULINA NATURAL PARA DIABÉTICOS_ Apelidada popularmente de “insulina natural”, a batata yacon ganhou destaque depois que pesquisadores da Universidade de Fukushima, no Japão, encontraram nela uma substância semelhante à insulina, capaz de reduzir as taxas de glicose no sangue. Esses estudos concluíram que o tubérculo, originário dos Andes, pode contribuir no tratamento de diabetes. O efeito benéfico decorre de uma interessante combinação de nutrientes. O carboidrato presente ali, a inulina, é um tipo de açúcar de baixa caloria, que não promove picos de glicemia, embora garanta o aporte de energia necessário às atividades diárias. Além disso, fornece fibras alimentares, que estimulam a flora bacteriana intestinal — por isso ela também é indicada em casos de prisão de ventre e colesterol elevado. E ainda traz porções de potássio, um mineral que auxilia no controle da pressão arterial. _Alimento poderoso_ Já ouviu falar em amido resistente? O nome é dado ao amido que resiste às enzimas digestivas. Ele estimula a atividade intestinal e desacelera o esvaziamento gástrico. Devido a estas características, reduz a quantidade de insulina em circulação e contribui para maior sensação de saciedade. Pesquisas revelam que o amido resistente pode colaborar na prevenção e tratamento do diabetes tipo 2. Suas fontes são tubérculos como batata e mandioca, leguminosas como feijão e grão-de- bico, além de cereais integrais. A batata yacon não fornece amido, mas outro componente que não fica nada a dever, a inulina. Por chegar íntegra ao intestino grosso, ela também evita as perigosas altas nas taxas de açúcar. _Como consumir_ Para se obter os melhores resultados, a batata yacon deve ser consumida crua como uma fruta, não frita ou cozida. Com aparência de batata-doce, ela tem a textura porosa e o sabor semelhante ao da pera. Coma de três a quatro fatias por dia. Ou faça um chá com suas folhas e tome duas vezes ao dia.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Médico cubano denuncia esquema no programa Mais Médicos






É meu amigo!! A coisa está ficando cada dia mais feia.
e ouça o pronunciamento do médico cubano radicado no Brasil (com o revalida feito) após o pronunciamento do Ministro da Saúde,o tal Padilha sobre o programa Mais Médicos.

PRIMEIRA VACINA

PRIMEIRA VACINA

FOTOS

FOTOS
NEUROMUSCULAR EM SÃO PAULO

Postagens populares

HIDROTERAPIA

HIDROTERAPIA