RELÓGIO

PARTICIPE SENDO UM SEGUIDOR DO BLOG

www.stepaway-polio.com

Google+

MAPA MUNDI

free counters

terça-feira, 10 de julho de 2012





ALIMENTAÇÃO E CLIMA SECO


Em período de clima seco e baixa umidade do ar, toda atenção se faz necessária em relação à saúde. Geralmente, são nessas situações que se aumentam os riscos de gripe, resfriados, alergias e viroses. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o índice considerado ideal da umidade é de 60%. Mas, como se alimentar corretamente? A Equipe de Web Jornalismo do Portal Minas Saúde entrevistou o nutricionista Leandro Geraldo Fagundes, 31 anos, especialista em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Gama Filho e Coordenador de Alimentação e Nutrição da Prefeitura de São José da Lapa, em Minas Gerais. Confira a entrevista, abaixo:

1) Hidratação apenas com sucos, água de coco, refrigerantes ou outras bebidas ajudam ou o ideal é apenas água?

Os líquidos são uma boa pedida: chás, sucos de fruta, leite, vitaminas de frutas entre outros, e é claro, a água. Mesmo com o consumo de outros líquidos a água é essencial e nunca deve ser substituída. O ideal é que pelo menos a metade da ingestão hídrica diária seja de água, ou seja, dos 2 a 3 litros diários pelo menos 1 a 1,5 litros devem ser de água, ou mais. Atenção maior deve ser dada aos líquidos com adição de açúcares como o refrigerante e os sucos artificiais, já que são muito calóricos e pouco nutritivos, portanto, seu consumo deve ser bem reduzido ou até mesmo evitado.

2) Quais são os alimentos (frutas, legumes e/ou verduras) que podem ajudar na hidratação durante o período de clima seco, calor e baixa umidade do ar?

Todos as frutas e hortaliças (legumes e verduras) são indicadas, assim como seus sucos. Uma sugestão é variar nos sabores e cores (misturando frutas e hortaliças) para se aumentar as vitaminas e minerais, garantindo ao mesmo tempo hidratação e nutrição.

3) Nesse período, comer comidas pesadas podem trazer complicações à saúde?

As comidas pesadas favorecem uma digestão mais lenta e proporcionam uma indesejável indisposição e desconforto intestinal, principalmente se forem alimentos ricos em gorduras.

4) Por conta do calor, muitas pessoas preferem não almoçar ou não tem apetite. O que fazer? É possível fazer um trabalho de substituição ou montar um cardápio mais leve?

O almoço é uma importante refeição e não deve ser excluída da alimentação diária. A opção é montar um prato leve e menos calórico escolhendo alimentos como saladas, uma porção moderada de arroz, feijão e carne sem gordura. Mesmo com pouco apetite não é recomendado ficar mais de 3 horas sem se alimentar, seja na hora do almoço ou nas outras refeições do dia.

5) Praticar atividades físicas nesse período de baixa umidade e clima seco pode trazer alguma complicação à saúde? É preciso algum cuidado especial com a alimentação?

O exercício é comprovadamente contra indicado nestas ocasiões, portanto a tradicional caminhada fica comprometida. Quem tiver esteira ou bicicleta ergométrica pode até realizar o exercício desde que seja de pequena duração e em ambiente umidificado (umidificadores ou vasilhas com água espalhadas pela casa ajudam). O melhor é procurar ajuda de um profissional para orientações específicas. A alimentação antes do treino é de suma importância e garantirá um bom desempenho durante o exercício. Deve ser leve, em quantidades adequadas para cada pessoa e ao mesmo tempo conter os nutrientes necessários. A hidratação deve ser constante, seja antes, durante e depois do exercício. Vale ressaltar que o consumo de água combate o aumento da temperatura corporal, prevenindo o mal estar e o mau desempenho durante exercício.

FONTE: http://www.canalminassaude.com.br/blog/?p=1829

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PRIMEIRA VACINA

PRIMEIRA VACINA

FOTOS

FOTOS
NEUROMUSCULAR EM SÃO PAULO

Postagens populares

HIDROTERAPIA

HIDROTERAPIA